quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Uma dieta balanceada...

Ilustração em fundo azul claro. Ao centro, uma mandala em tons de azul​.​ Sentada em posição de meditação, uma menina ​​de regata amarela com cabelo castanho preso em rabo de cavalo​ e ​olhos fechados​. Ela apoia as mãos​, sobre ​os joelhos​, une as pontas dos dedos indicador e polegar em um círculo, e equilibra um brigadeiro ​decorado com um​ pequeno confeito vermelho em forma de coração​​. No topo lê-se: Uma dieta balanceada; e no rodapé: é um brigadeiro em cada mão.
Ilustração em fundo azul claro. Ao centro, uma mandala em tons de azul​.​ Sentada em posição de meditação, uma menina ​​de regata amarela com cabelo castanho preso em rabo de cavalo​ e ​olhos fechados​. Ela apoia as mãos​, sobre ​os joelhos​, une as pontas dos dedos indicador e polegar em um círculo, e equilibra um brigadeiro ​decorado com um​ pequeno confeito vermelho em forma de coração​​. No topo lê-se: Uma dieta balanceada; e no rodapé: é um brigadeiro em cada mão.

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Na parede...

Foto. Na base de uma parede externa com reboco, uma fenda sem argamassa em forma​to de chapéu de bruxa deixa os tijolos aparentes; acima​, a extremidade do chapéu um pouco inclinada a direita, sugere um nariz apontando ao alto,​ à esquerda sobre a linha de superfí​cie​, ​também​ em preto,dois círculos ​pintados lado a lado, como se fossem orelhinhas e do lado oposto, dois ​fios como bigodes. Na base, à esquerda, um longo rabo sinuoso para o alto​ completa o perfil de um ratinho.
Foto. Na base de uma parede externa com reboco, uma fenda sem argamassa em forma​to de chapéu de bruxa deixa os tijolos aparentes; acima​, a extremidade do chapéu um pouco inclinada a direita, sugere um nariz apontando ao alto,​ à esquerda sobre a linha de superfí​cie​, ​também​ em preto,dois círculos ​pintados lado a lado, como se fossem orelhinhas e do lado oposto, dois ​fios como bigodes. Na base, à esquerda, um longo rabo sinuoso para o alto​ completa o perfil de um ratinho.

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Grafite de Natalia Rak

Natalia Rak e seu gigantesco grafite em Bialystok, Polônia.A foto mostra um gigantesco grafite na parede lateral de um prédio. O grafite à direita é de uma garota ruiva com trancinhas e traje típico polonês: Vestido regata com corpete preto, saia listrada em tons de vermelho, azul, amarelo e branco. O vestido tem um grande laço vermelho na cintura e está sobre uma camisa branca de mangas curtas bufantes com bordados. A garota parece flutuar, está descalça, na ponta dos pés regando uma árvore natural à esquerda, junto à parede do prédio.
Natalia Rak e seu gigantesco grafite em Bialystok, Polônia.
A foto mostra um gigantesco grafite na parede lateral de um prédio. O grafite à direita é de uma garota ruiva com trancinhas e traje típico polonês: Vestido regata com corpete preto, saia listrada em tons de vermelho, azul, amarelo e branco. O vestido tem um grande laço vermelho na cintura e está sobre uma camisa branca de mangas curtas bufantes com bordados. A garota parece flutuar, está descalça, na ponta dos pés regando uma árvore natural à esquerda, junto à parede do prédio.

domingo, 20 de agosto de 2017

Duas mulheres...

À esquerda, foto de duas mulheres jovens nuas, nadando em uma lago e à direita o texto: Ron é um idoso norte-americano, morador no estado da Flórida. Dono de uma grande fazenda, a sua propriedade conta também com um lago nos fundos. Como o local é apropriado para nadar, Ron decorou o entorno com mesas de piquenique, um belo deck de madeira, e também com algumas árvores frutíferas. Num fim de tarde, o fazendeiro decide ir até o lago, já que há muito tempo ele não fazia um passeio por lá. Ele leva embaixo do braço um grande balde, para poder colher algumas frutas. Porém, ao se aproximar do seu destino, ele ouve pessoas a gritarem e a rir-se. Cautelosamente, o idoso aproxima-se e identifica a origem das vozes: duas mulheres jovens a nadarem nuas. Ele então faz muito barulho para que as moças se apercebam da sua presença. Assustadas, elas rapidamente nadam para o lado oposto do lago. Uma das mulheres grita: "Nós não vamos embora até ao senhor ir embora!".Ron responde: "Eu não vim aqui para vos ver nuas nem para vos fazer sair da água sem roupa." Segurando o balde, ele completa: "Eu vim apenas alimentar o jacaré."
À esquerda, foto de duas mulheres jovens nuas, nadando em uma lago e à direita o texto: Ron é um idoso norte-americano, morador no estado da Flórida. Dono de uma grande fazenda, a sua propriedade conta também com um lago nos fundos. Como o local é apropriado para nadar, Ron decorou o entorno com mesas de piquenique, um belo deck de madeira, e também com algumas árvores frutíferas. Num fim de tarde, o fazendeiro decide ir até o lago, já que há muito tempo ele não fazia um passeio por lá. Ele leva embaixo do braço um grande balde, para poder colher algumas frutas. Porém, ao se aproximar do seu destino, ele ouve pessoas a gritarem e a rir-se. Cautelosamente, o idoso aproxima-se e identifica a origem das vozes: duas mulheres jovens a nadarem nuas. Ele então faz muito barulho para que as moças se apercebam da sua presença. Assustadas, elas rapidamente nadam para o lado oposto do lago. Uma das mulheres grita: "Nós não vamos embora até ao senhor ir embora!".Ron responde: "Eu não vim aqui para vos ver nuas nem para vos fazer sair da água sem roupa." Segurando o balde, ele completa: "Eu vim apenas alimentar o jacaré."

sábado, 19 de agosto de 2017

Zumba...

Duas fotos lado a lado, à esquerda: antes e à direita, depois. A mesma mulher em ambas as fotos: da cintura para cima, ela está em pé e em pose com a mão esquerda apoiada na cintura, pele de cor branca, rosto redondo, cabelos escuros presos, sobrancelhas retas, olhos amendoados castanhos escuros, nariz largo e lábios médios; usa uma mini blusa pink deixando a mostra o barrigão, e abaixo, o cós da calça ou saia em preto. Na primeira foto ela está com óculos de grau com armação retangular. No topo, lê-se: Dona Zizi está praticando ZUMBA e no rodapé em letras maiúsculas: Em três semanas já perdeu...; em letras menores: dois óculos.
Duas fotos lado a lado, à esquerda: antes e à direita, depois. A mesma mulher em ambas as fotos: da cintura para cima, ela está em pé e em pose com a mão esquerda apoiada na cintura, pele de cor branca, rosto redondo, cabelos escuros presos, sobrancelhas retas, olhos amendoados castanhos escuros, nariz largo e lábios médios; usa uma mini blusa pink deixando a mostra o barrigão, e abaixo, o cós da calça ou saia em preto. Na primeira foto ela está com óculos de grau com armação retangular. No topo, lê-se: Dona Zizi está praticando ZUMBA e no rodapé em letras maiúsculas: Em três semanas já perdeu...; em letras menores: dois óculos.

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Cantinho dos cadeirantes...

Desenho em preto e branco: Um homem em pé, de costas para um usuário de cadeira de rodas apoia o braço esquerdo acima da nádega esquerda, com a outra mão coça o queixo e com expressão de dúvida diz: Como devo chamá-lo? Deficiente, aleijado ou pessoa especial? O cadeirante gesticula com o dedo indicador ao alto pedindo atenção e sorridente diz: Meu nome é Alberto! No topo, à direita lê-se: Cantinho dos Cadeirantes.
Desenho em preto e branco: Um homem em pé, de costas para um usuário de cadeira de rodas apoia o braço esquerdo acima da nádega esquerda, com a outra mão coça o queixo e com expressão de dúvida diz: Como devo chamá-lo? Deficiente, aleijado ou pessoa especial? O cadeirante gesticula com o dedo indicador ao alto pedindo atenção e sorridente diz: Meu nome é Alberto! No topo, à direita lê-se: Cantinho dos Cadeirantes.

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Colhereiro Rosado (Platalea ajaja)

Platalea ajaja - Nome científico significa: do (latim) platalea = bico em forma de colher (origem do grego platea = largo); e do (tupi) ayayá ou ajajá Colhereiro rosado = Ave rosada com bico em forma de colher ou colhereiro Rosado. Foto de um colhereiro rosado em pouso, no exato instante anterior ao toque das patas em um galho liso e seco, as asas em simetria bem abertas ao alto formam a letra U, no interior da abertura. Ave de grande porte, a coloração da plumagem tem predomínio rosa, pescoço e peito rosa bem claro quase branco, as asas são longas com coloração acentuada em rosa com algumas penas avermelhadas. As patas são avermelhadas e as garras escuras. A cabeça é esverdeada nua, o bico é cinza e  possui a forma de uma colher, a extremidade é achatada e arredondada.
Platalea ajaja - Nome científico significa: do (latim) platalea = bico em forma de colher (origem do grego platea = largo); e do (tupi) ayayá ou ajajá Colhereiro rosado = Ave rosada com bico em forma de colher ou colhereiro Rosado.
Foto de um colhereiro rosado em pouso, no exato instante anterior ao toque das patas em um galho liso e seco, as asas em simetria bem abertas ao alto formam a letra U, no interior da abertura. Ave de grande porte, a coloração da plumagem tem predomínio rosa, pescoço e peito rosa bem claro quase branco, as asas são longas com coloração acentuada em rosa com algumas penas avermelhadas. As patas são avermelhadas e as garras escuras. A cabeça é esverdeada nua, o bico é cinza e  possui a forma de uma colher, a extremidade é achatada e arredondada.

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Um casal...

Casal de cegos casou-se após seus cães-guias se apaixonarem. Dois cegos proprietários de cães-guias se casaram depois que seus cães os fizeram se conhecer e se apaixonar. Claire Johnson, de 50 anos, e Mark Gaffey, de 51, se casaram em Baralston, Stoke-on-Trent, na Inglaterra, depois de seus cachorros se apaixonarem um pelo outro há dois anos. Os cães-guias, Venice e Rodd, fizeram o casal se apaixonar quando caminhavam com seus donos.Os recém-casados se conheceram em 2012 em um curso de formação de cães-guias, que durou duas semanas.Foi evidente que Rodd e Veneza se apaixonaram, tocando e cheirando um ao outro durante todo o treinamento.A noiva disse: “Eu não tenho nenhuma dúvida de que nossos cães-guias nos colocaram juntos e me ajudaram a encontrar meu verdadeiro amor.”Quando o treinamento terminou, suas vidas mudaram para sempre.Descrição: Foto. Ao centro, sob o céu com névoa, os noivos, à esquerda, Claire e à direita, Mark. Eles seguram as guias de Venice, à direita de Claire e Rodd, à esquerda de Mark. Os noivos miram-se sorrindo, do mesmo modo Venice e Rodd trocam olhares. Claire é uma mulher de pele alva, usa uma discreta tiara sobre os cabelos castanhos bem claros presos em coque, casaco de malha leve sobre vestido bege de cetim longo e sapatos de salto baixo no mesmo tom. Mark é um homem de pele branca, alto, cabelos grisalhos e curtos, usa óculos de lentes grossas, terno preto sobre camisa cinza e gravata com listras diagonais em branco e grafite, na lapela, uma rosa amarela e no bolso do paletó, um lenço cinza. Venice é uma labradora com pelagem bege e é menor que Rodd, um labrador com pelagem café com leite, preso às guias, um pequeno e franzido véu enfeita os cães. Ao fundo, um coreto com estrutura em ferro coberto por telhado claro, ao redor, o gramado, arbustos e árvores nuas sobrepostas ao céu com névoa complementam o cenário.
Casal de cegos casou-se após seus cães-guias se apaixonarem. Dois cegos proprietários de cães-guias se casaram depois que seus cães os fizeram se conhecer e se apaixonar. Claire Johnson, de 50 anos, e Mark Gaffey, de 51, se casaram em Baralston, Stoke-on-Trent, na Inglaterra, depois de seus cachorros se apaixonarem um pelo outro há dois anos. Os cães-guias, Venice e Rodd, fizeram o casal se apaixonar quando caminhavam com seus donos.Os recém-casados se conheceram em 2012 em um curso de formação de cães-guias, que durou duas semanas.Foi evidente que Rodd e Veneza se apaixonaram, tocando e cheirando um ao outro durante todo o treinamento.A noiva disse: “Eu não tenho nenhuma dúvida de que nossos cães-guias nos colocaram juntos e me ajudaram a encontrar meu verdadeiro amor.”Quando o treinamento terminou, suas vidas mudaram para sempre.
Descrição: Foto. Ao centro, sob o céu com névoa, os noivos, à esquerda, Claire e à direita, Mark. Eles seguram as guias de Venice, à direita de Claire e Rodd, à esquerda de Mark. Os noivos miram-se sorrindo, do mesmo modo Venice e Rodd trocam olhares. Claire é uma mulher de pele alva, usa uma discreta tiara sobre os cabelos castanhos bem claros presos em coque, casaco de malha leve sobre vestido bege de cetim longo e sapatos de salto baixo no mesmo tom. Mark é um homem de pele branca, alto, cabelos grisalhos e curtos, usa óculos de lentes grossas, terno preto sobre camisa cinza e gravata com listras diagonais em branco e grafite, na lapela, uma rosa amarela e no bolso do paletó, um lenço cinza. Venice é uma labradora com pelagem bege e é menor que Rodd, um labrador com pelagem café com leite, preso às guias, um pequeno e franzido véu enfeita os cães. Ao fundo, um coreto com estrutura em ferro coberto por telhado claro, ao redor, o gramado, arbustos e árvores nuas sobrepostas ao céu com névoa complementam o cenário.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Spinner de Mãe...

Foto. Três chinelos de dedo na cor pink, ao centro, a parte do apoio do calcanhar em sobreposição, formando uma hélice de três pás. No topo lê-se: Spinner de Mãe; e no rodapé: Acaba com stress, esquecimento e falta de educação...
Foto. Três chinelos de dedo na cor pink, ao centro, a parte do apoio do calcanhar em sobreposição, formando uma hélice de três pás. No topo lê-se: Spinner de Mãe; e no rodapé: Acaba com stress, esquecimento e falta de educação...

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Planador...

Planador é uma aeronave sem motor, mais pesada que o ar e com uma configuração aerodinâmica semelhante a de um avião, que se mantém voando graças às correntes de ar ascendentes na atmosfera, princípio semelhante ao voo de asa delta. A prática esportiva com planadores é conhecida denomina voo a vela. Existem planadores utilizados para fins militares,que foram empregados mais largamente durante a II Guerra Mundial, principalmente pelos alemães.Os planadores são leves e podem carregar dois passageiros. Em alguns casos são fabricados com tecido e madeira, os mais recentes são construídos com estrutura de ferro e revestidos com resina (fibra de vidro ou carbono). Outra característica importante de um planador é a envergadura das asas, ou seja o tamanho da asa, essa dimensão confere o que os engenheiros aeronáuticos chamam de eficiência aerodinâmica. Os planadores decolam de três formas: a) rebocados por aviões, rebocados por um guincho e através de um pequeno motor (só para os motoplanadores). O recorde brasileiro de voo de planador é de 2.093 km de voo. O planador possui os mesmos instrumentos e comandos básicos de um avião, após a decolagem o piloto do planador, ao atingir 600 metros desliga o cabo do rebocador, ou do guincho e começa voar só, caso consiga voar em correntes ascendentes de ar(térmicas) pode permanecer por muitas horas no ar, caso contrário precisa descer, em geral, os planadores têm uma razão de planeio de 1/30 ou seja a cada 30 metros voado, cai 1. (por Altair Garcia). Descrição: Foto de um planador branco em voo sob céu claro. O corpo é longelíneo, a cabine é oval e curta, com dois assentos, um atrás do outro, o teto é transparente, em seguida, afina até a cauda, as asas são compridas, largas próximo ao corpo e afinam nas extremidades, as rodas do trem de pouso, diante e traseira são aparentes. Dentro, dois homens. Abaixo, o mar e ao longe, na costa, vegetação e um vilarejo.
Planador é uma aeronave sem motor, mais pesada que o ar e com uma configuração aerodinâmica semelhante a de um avião, que se mantém voando graças às correntes de ar ascendentes na atmosfera, princípio semelhante ao voo de asa delta. A prática esportiva com planadores é conhecida denomina voo a vela. Existem planadores utilizados para fins militares,que foram empregados mais largamente durante a II Guerra Mundial, principalmente pelos alemães.Os planadores são leves e podem carregar dois passageiros. Em alguns casos são fabricados com tecido e madeira, os mais recentes são construídos com estrutura de ferro e revestidos com resina (fibra de vidro ou carbono). Outra característica importante de um planador é a envergadura das asas, ou seja o tamanho da asa, essa dimensão confere o que os engenheiros aeronáuticos chamam de eficiência aerodinâmica. Os planadores decolam de três formas: a) rebocados por aviões, rebocados por um guincho e através de um pequeno motor (só para os motoplanadores). O recorde brasileiro de voo de planador é de 2.093 km de voo. O planador possui os mesmos instrumentos e comandos básicos de um avião, após a decolagem o piloto do planador, ao atingir 600 metros desliga o cabo do rebocador, ou do guincho e começa voar só, caso consiga voar em correntes ascendentes de ar(térmicas) pode permanecer por muitas horas no ar, caso contrário precisa descer, em geral, os planadores têm uma razão de planeio de 1/30 ou seja a cada 30 metros voado, cai 1. (por Altair Garcia).
Descrição: Foto de um planador branco em voo sob céu claro. O corpo é longelíneo, a cabine é oval e curta, com dois assentos, um atrás do outro, o teto é transparente, em seguida, afina até a cauda, as asas são compridas, largas próximo ao corpo e afinam nas extremidades, as rodas do trem de pouso, diante e traseira são aparentes. Dentro, dois homens. Abaixo, o mar e ao longe, na costa, vegetação e um vilarejo.

domingo, 13 de agosto de 2017

"Vadiando"

A fotografia em preto e branco mostra cena da coreografia "Vadiando"de Ana Vitória Freire. Seis bailarinos em círculo com os braços abertos em arco, um foco de luz evidencia seus músculos e pernas dobradas que pairam no ar em um salto. Um bailarino está com o dorso desnudo, outros três, com camisetas sem mangas. Eles vestem calças compridas. Ao fundo como cenário, uma cortina.
A fotografia em preto e branco mostra cena da coreografia "Vadiando"de Ana Vitória Freire. Seis bailarinos em círculo com os braços abertos em arco, um foco de luz evidencia seus músculos e pernas dobradas que pairam no ar em um salto. Um bailarino está com o dorso desnudo, outros três, com camisetas sem mangas. Eles vestem calças compridas. Ao fundo como cenário, uma cortina.

sábado, 12 de agosto de 2017

Pássaros em família...

Sobre um fundo verde, pássaros pousados em um galho em forma de L. Três filhotes estão pousados na parte horizontal do L. Do lado esquerdo, a mãe está com as patas apoiadas na parte vertical do L, ela bate as asas velozmente enquanto equilibra-se no galho e alimenta o filhote que está na ponta do galho horizontal, com o bico aberto a espera do inseto. Os outros dois filhotes estão sentados juntinhos na junção do L.
Sobre um fundo verde, pássaros pousados em um galho em forma de L. Três filhotes estão pousados na parte horizontal do L. Do lado esquerdo, a mãe está com as patas apoiadas na parte vertical do L, ela bate as asas velozmente enquanto equilibra-se no galho e alimenta o filhote que está na ponta do galho horizontal, com o bico aberto a espera do inseto. Os outros dois filhotes estão sentados juntinhos na junção do L.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Quatro senhoras com muito estilo!

Foto. Quatro senhoras no meio da rua em pé, de frente e em pose. Três estão de braços cruzados e a segunda, com a mão esquerda apoiada no braço direito e o dedo indicador direito no queixo. Todas são esguias com porte elegante, pele bem clara em contraste com lábios pintados de vermelho, usam óculos, chapéus e roupas extravagantes multicoloridas. Da esquerda para a direita os looks:Senhora 1: chapéu em forma de disco forrado com tecido estampado em tons de azul, amarelo, vermelho e preto, óculos de grau, anatômico de aro preto, brinco redondo chapado verde limão, capa comprida em fundo amarelo de tecido rugoso e fino com estampas alternadas em azul, lilás, verde, laranja, vermelho e branco com aspecto de uma aquarela e luvas verdes; três flores margaridas estão encaixadas no bolso esquerdo, parte da saia mostarda e plissada mostra-se na altura das canelas, sapatilhas de retalhos creme e verde claro-escuro.Senhora 2: chapéu redondo e achatado, forrado com tecido cinza, no topo, um enorme laço quase da largura dos ombros, grandes óculos de sol com aros redondos pretos, casaco sete oitavos cinza com ombreiras altas adornadas com uma alça enfileirada de botões grandes e barra de pele nos punhos, sobre vestido em tom de abóbora e avermelhado e saia bem rodada em transparência com acabamento em fita de cetim no mesmo tom contornando toda a barra, luvas pink e meias rosas que cobrem até quase a metade do peito do pé compostas com sapatos de salto mediano em amarelo e marrom.Senhora 3: chapéu preto em forma de bandeja,adornado no topo com flores em: vermelho, amarelo, azul e roxo, óculos grandes de sol com aros redondos pretos, casaco longo em fundo roxo com gola alta cenoura, listras largas na vertical até a altura da coxa nas cores: pink, amarelo, marrom e cenoura, na gola há dois broches dourados retangulares, luvas azul turquesa despontam nas mangas roxas; da altura do joelho para baixo desce a saia vermelha longa em tecido leve costurado em camadas médias; meias pink conferem um ar divertido à sandália de duas tiras, superior em prata e a outra, em vermelho claro. Uma grande bolsa retangular de palha com bordados de flores roxas está apoiada elegantemente pelas alças de corda vermelha no braço esquerdo, dentro, um buquê de flores em amarelo, lilás, azul e vinho.Senhora 4: chapéu ultramoderno com base redonda bege encaixada no topo da cabeça onde desponta um enorme adorno similar a um arabesco, os cabelos brancos lisos curtos com franja emolduram os óculos escuros de aros redondos, os dentes cerrados prendem o caule de um cravo amarelo; junto ao pescoço, colares de bolas do tamanho das de ping e pong nas cores verde escuro, dourado e vermelho e amarelo compostos com outro mais longo de bolas menores e brancas; casaco ocre de malha de tricô em pontos largos como tela sobre o vestido preto comprido; três pulseiras no punho esquerdo em vermelho, bege e verde, nos dedos, enormes anéis vermelhos, uma bolsa de couro vermelho com uma alça bem fininha na diagonal do corpo, uma sacola grandona vermelha em petit-pois preto apoiada pelas alças no braço esquerdo, e botas pretas equilibradas por plataformas centrais, deixam o bico e o calcanhar livres. Ao fundo, imagem desfocada da cidade em tons acinzentados.
Foto. Quatro senhoras no meio da rua em pé, de frente e em pose. Três estão de braços cruzados e a segunda, com a mão esquerda apoiada no braço direito e o dedo indicador direito no queixo. Todas são esguias com porte elegante, pele bem clara em contraste com lábios pintados de vermelho, usam óculos, chapéus e roupas extravagantes multicoloridas. Da esquerda para a direita os looks:
Senhora 1: chapéu em forma de disco forrado com tecido estampado em tons de azul, amarelo, vermelho e preto, óculos de grau, anatômico de aro preto, brinco redondo chapado verde limão, capa comprida em fundo amarelo de tecido rugoso e fino com estampas alternadas em azul, lilás, verde, laranja, vermelho e branco com aspecto de uma aquarela e luvas verdes; três flores margaridas estão encaixadas no bolso esquerdo, parte da saia mostarda e plissada mostra-se na altura das canelas, sapatilhas de retalhos creme e verde claro-escuro.
Senhora 2: chapéu redondo e achatado, forrado com tecido cinza, no topo, um enorme laço quase da largura dos ombros, grandes óculos de sol com aros redondos pretos, casaco sete oitavos cinza com ombreiras altas adornadas com uma alça enfileirada de botões grandes e barra de pele nos punhos, sobre vestido em tom de abóbora e avermelhado e saia bem rodada em transparência com acabamento em fita de cetim no mesmo tom contornando toda a barra, luvas pink e meias rosas que cobrem até quase a metade do peito do pé compostas com sapatos de salto mediano em amarelo e marrom.
Senhora 3: chapéu preto em forma de bandeja,adornado no topo com flores em: vermelho, amarelo, azul e roxo, óculos grandes de sol com aros redondos pretos, casaco longo em fundo roxo com gola alta cenoura, listras largas na vertical até a altura da coxa nas cores: pink, amarelo, marrom e cenoura, na gola há dois broches dourados retangulares, luvas azul turquesa despontam nas mangas roxas; da altura do joelho para baixo desce a saia vermelha longa em tecido leve costurado em camadas médias; meias pink conferem um ar divertido à sandália de duas tiras, superior em prata e a outra, em vermelho claro. Uma grande bolsa retangular de palha com bordados de flores roxas está apoiada elegantemente pelas alças de corda vermelha no braço esquerdo, dentro, um buquê de flores em amarelo, lilás, azul e vinho.
Senhora 4: chapéu ultramoderno com base redonda bege encaixada no topo da cabeça onde desponta um enorme adorno similar a um arabesco, os cabelos brancos lisos curtos com franja emolduram os óculos escuros de aros redondos, os dentes cerrados prendem o caule de um cravo amarelo; junto ao pescoço, colares de bolas do tamanho das de ping e pong nas cores verde escuro, dourado e vermelho e amarelo compostos com outro mais longo de bolas menores e brancas; casaco ocre de malha de tricô em pontos largos como tela sobre o vestido preto comprido; três pulseiras no punho esquerdo em vermelho, bege e verde, nos dedos, enormes anéis vermelhos, uma bolsa de couro vermelho com uma alça bem fininha na diagonal do corpo, uma sacola grandona vermelha em petit-pois preto apoiada pelas alças no braço esquerdo, e botas pretas equilibradas por plataformas centrais, deixam o bico e o calcanhar livres. Ao fundo, imagem desfocada da cidade em tons acinzentados.

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Família em passeio...

Foto retangular de uma família em passeio ao ar livre em dia claro. Na curva de um estreito caminho de terra ladeado por capim alto, um leão sem juba caminha bem coladinho ao lado da leoa, ritmados com passadas iguais, ambos atentos observam à direita, o filhotinho que caminha sozinho à frente.
Foto retangular de uma família em passeio ao ar livre em dia claro. Na curva de um estreito caminho de terra ladeado por capim alto, um leão sem juba caminha bem coladinho ao lado da leoa, ritmados com passadas iguais, ambos atentos observam à direita, o filhotinho que caminha sozinho à frente.

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

A raposinha...

Foto em fundo desfocado ​de natureza, ​em tons alaranjados e verdes​. ​Ao centro, uma ​pequena ​raposa do peito para cima​; a luz reflete o brilho dos olhos castanhos escuros redondos. A raposinha tem pelagem fofa marrom-avermelhada no dorso, no pescoço é cinza esmaecendo e tornando-se branco nas pontas​. ​Orelhas pontudas​ com tamanho aproximado do focinho​,​ ​delicado​,​ fino e alongado assim como os bigodes​ escuros​ . À esquerda, os raios do sol incidem sobre a pelagem​ e ​esboçam um contorno dourado no pequeno animal.
Foto em fundo desfocado ​de natureza, ​em tons alaranjados e verdes​. ​Ao centro, uma ​pequena ​raposa do peito para cima​; a luz reflete o brilho dos olhos castanhos escuros redondos. A raposinha tem pelagem fofa marrom-avermelhada no dorso, no pescoço é cinza esmaecendo e tornando-se branco nas pontas​. ​Orelhas pontudas​ com tamanho aproximado do focinho​,​ ​delicado​,​ fino e alongado assim como os bigodes​ escuros​ . À esquerda, os raios do sol incidem sobre a pelagem​ e ​esboçam um contorno dourado no pequeno animal.

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Obra de arte...

A foto retrata uma escultura de chocolate sobre um prato metalizado redondo apoiado em um sousplat branco com a borda amarela. A base em mousse é composta por uma esfera levemente achatada, sobre a superfície, o reflexo das luzes do teto incidem e deixam-na brilhante. No topo, um rolo deitado que finaliza em curva e em ponta, constituído de duas finas camadas, a parte interna, de massa de nozes com creme e a outra, de pralinê de avelã. No interior do rolo, dois pedacinhos de chocolate partidos na base de uma pétala de rosa vermelha que enfeita e escora-se em parte do rolo. Esta obra de arte é de um aluno do Bellouet Conseil.
A foto retrata uma escultura de chocolate sobre um prato metalizado redondo apoiado em um sousplat branco com a borda amarela. A base em mousse é composta por uma esfera levemente achatada, sobre a superfície, o reflexo das luzes do teto incidem e deixam-na brilhante. No topo, um rolo deitado que finaliza em curva e em ponta, constituído de duas finas camadas, a parte interna, de massa de nozes com creme e a outra, de pralinê de avelã. No interior do rolo, dois pedacinhos de chocolate partidos na base de uma pétala de rosa vermelha que enfeita e escora-se em parte do rolo. Esta obra de arte é de um aluno do Bellouet Conseil.

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

O elefante e o camelo...

Desenho de um elefante e um camelo frente a frente. Eles conversam. O elefante diz: Porque suas bolas estão nas suas costas? O camelo: Bom, eu acho esta pergunta um tanto quanto estranha vindo de alguém que tem um pinto na cara...
Desenho de um elefante e um camelo frente a frente. Eles conversam. O elefante diz: Porque suas bolas estão nas suas costas? O camelo: Bom, eu acho esta pergunta um tanto quanto estranha vindo de alguém que tem um pinto na cara...

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Duas esculturas...

Foto composição de duas esculturas ao ar livre do americano nativo do Arizona, John V. Wilhelm. Duas reses (gado) uma em pé e outra deitada, extravagantemente compostas: Uma rocha natural emoldurada por uma estrutura de aço enferrujado dá forma ao corpo, membros e cauda dos animais; a cara tem aspecto de um T com extremidades alongadas que formam os chifres, os olhos são porcas usadas em parafusos, abaixo, uma argola presa em dois buracos que simulam o nariz. Cada peça tem caráter único na arte de John, graças à natureza dos materiais utilizados.
Foto composição de duas esculturas ao ar livre do americano nativo do Arizona, John V. Wilhelm. Duas reses (gado) uma em pé e outra deitada, extravagantemente compostas: Uma rocha natural emoldurada por uma estrutura de aço enferrujado dá forma ao corpo, membros e cauda dos animais; a cara tem aspecto de um T com extremidades alongadas que formam os chifres, os olhos são porcas usadas em parafusos, abaixo, uma argola presa em dois buracos que simulam o nariz. Cada peça tem caráter único na arte de John, graças à natureza dos materiais utilizados. 

terça-feira, 1 de agosto de 2017

El chat!

Foto em preto-e-branco de quatro senhoras bem idosas ao ar livre, sentadas em um banco, próximo a uma parede. Elas usam lenços amarrados na cabeça e roupas bem simples, compostas por saias abaixo dos joelhos e alpargatas ou chinelo de tecido. Da esquerda para a direita: a segunda senhora bem compenetrada apoia um notebook aberto no colo, a primeira diz: Escribe...!!! A segunda pergunta: Si, pero que escribo...? A terceira com as mãos apoiadas sobre o colo e um sorrisinho discreto fala : Hola...Soy Ana...; e a quarta com sorriso quase sem dentes complementa: y tengo 16 años...No rodapé, lê-se: Chicas en el chat.
Foto em preto-e-branco de quatro senhoras bem idosas ao ar livre, sentadas em um banco, próximo a uma parede. Elas usam lenços amarrados na cabeça e roupas bem simples, compostas por saias abaixo dos joelhos e alpargatas ou chinelo de tecido. Da esquerda para a direita: a segunda senhora bem compenetrada apoia um notebook aberto no colo, a primeira diz: Escribe...!!! A segunda pergunta: Si, pero que escribo...? A terceira com as mãos apoiadas sobre o colo e um sorrisinho discreto fala : Hola...Soy Ana...; e a quarta com sorriso quase sem dentes complementa: y tengo 16 años...No rodapé, lê-se: Chicas en el chat.

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Um cachorro vira-lata...

Foto de um cachorro vira-lata de porte médio deitado sobre um confortável e fofo sofá azul. A pelagem curta cor de caramelo claro contrasta com os olhos grandes e escuros no mesmo tom do focinho. Ele inclina a cabeça levemente à esquerda ostentando orelhas grandes e arredondadas nas pontas e foca atentamente a câmera. No topo lê-se em letras pretas: Primeiro a gente rouba seu coração e depois; no rodapé: O melhor lugar da casa!
Foto de um cachorro vira-lata de porte médio deitado sobre um confortável e fofo sofá azul. A pelagem curta cor de caramelo claro contrasta com os olhos grandes e escuros no mesmo tom do focinho. Ele inclina a cabeça levemente à esquerda ostentando orelhas grandes e arredondadas nas pontas e foca atentamente a câmera. No topo lê-se em letras pretas: Primeiro a gente rouba seu coração e depois; no rodapé: O melhor lugar da casa!

domingo, 30 de julho de 2017

Duas camponesas...

Pintura.​Cena antiga em um lugar muito tranquilo; e​m um recanto ​florido, sobre a relva, duas jovens camponesas em pé, ​com traços muito delicados e expressão neutra,​vestidas com trajes típicos, cabelos presos em coque baixo, conversam. A camponesa à esquerda, segura um cantil. Ela diz: Vamos marcar alguma coisa. A outra, com a mão apoiada à cintura e com a barra do avental recolhido até as coxas, deixando a vista a saia vermelha longa e franzida, responde: Quando vc quiser. E o diálogo segue: Amanhã? Amanhã não dá. Sábado? Sábado eu não posso. Ano que vem? Pode ser. Então vamos nos falando. Tá bom. Ao fundo, uma leve neblina envolve a paisagem da região campestre que ladeia o rio.
Pintura.​Cena antiga em um lugar muito tranquilo; e​m um recanto ​florido, sobre a relva, duas jovens camponesas em pé, ​com traços muito delicados e expressão neutra,​vestidas com trajes típicos, cabelos presos em coque baixo, conversam. A camponesa à esquerda, segura um cantil. Ela diz: Vamos marcar alguma coisa. A outra, com a mão apoiada à cintura e com a barra do avental recolhido até as coxas, deixando a vista a saia vermelha longa e franzida, responde: Quando vc quiser. E o diálogo segue: Amanhã? Amanhã não dá. Sábado? Sábado eu não posso. Ano que vem? Pode ser. Então vamos nos falando. Tá bom. Ao fundo, uma leve neblina envolve a paisagem da região campestre que ladeia o rio.

sábado, 29 de julho de 2017

Cães e Gatos

Tirinha dupla. Superior: No canto superior esquerdo lê-se: Cães. Uma menina de cabelos castanhos curtos com camiseta branca e calça azul e um cãozinho cinza em quatro falas ao ar livre: 1: Menina em pé,de perfil com o corpo levemente inclinado para baixo, em frente ao cão saltitante. Ela diz: Pega a vareta? O cão: Sim!Sim! 2: Menina em pé e de frente olhando para o cão: Quer uma pedra? O cão: Sim! Sim! 3: Menina em pé com os brações para trás: Quer uma meia velha e suja? O cão: Sim! Sim! 4: Menina em pé ao lado do cão: Um animal atropelado? O cão: Sim! Sim! Inferior: No canto superior esquerdo lê-se: Gatos. Uma mulher em pé de perfil, cabelos castanhos presos em coque alto e vestido vermelho, com o braço direito estendido segurando uma tigela, pergunta ao gato branco que caminha a frente dela: Quer um pouco de salmão a belle meuniere? Sem olhar para trás o bichano responde:Quando eu quiser comer, te chamo.
Tirinha dupla. Superior: No canto superior esquerdo lê-se: Cães. Uma menina de cabelos castanhos curtos com camiseta branca e calça azul e um cãozinho cinza em quatro falas ao ar livre:
1: Menina em pé,de perfil com o corpo levemente inclinado para baixo, em frente ao cão saltitante. Ela diz: Pega a vareta? O cão: Sim!Sim!
2: Menina em pé e de frente olhando para o cão: Quer uma pedra? O cão: Sim! Sim!
3: Menina em pé com os brações para trás: Quer uma meia velha e suja? O cão: Sim! Sim!
4: Menina em pé ao lado do cão: Um animal atropelado? O cão: Sim! Sim!
Inferior: No canto superior esquerdo lê-se: Gatos. Uma mulher em pé de perfil, cabelos castanhos presos em coque alto e vestido vermelho, com o braço direito estendido segurando uma tigela, pergunta ao gato branco que caminha a frente dela: Quer um pouco de salmão a belle meuniere? Sem olhar para trás o bichano responde:Quando eu quiser comer, te chamo.

sexta-feira, 28 de julho de 2017

I've never been this age before...

Banner quadrado dividido verticalmente em duas partes: à esquerda, maior,foto de uma mulher e à direita, em fundo amarelo e letras vermelhas, texto. Uma mulher de meia idade está sentada em um banco de praça, de frente, com os braços para trás apoiados na extremidade superior do encosto do banco de madeira ripada marrom escuro. As mãos relaxadas para baixo, ostentam unhas compridas e esmaltadas em branco; a mulher tem pele branca, rosto delicado e fino, cabelos brancos e presos em um coque fofo, nariz afilado e lábios médios com batom marrom; usa óculos de sol com aros quadrados grandes em amarelo, uma túnica sobre uma saia verde que cobre os joelhos, a túnica tem fundo amarelo com estampa indiana em bege, vermelho, marrom e verde claro, do pescoço à cintura, há uma pala retangular vertical em vermelho, marrom e bege com um correr de pequenos botões vermelhos forrados que finalizam próximo à fivela preta retangular vertical do largo cinto xadrez em roxo e bege. As pernas estão abertas um pouco mais que a largura dos ombros com os joelhos voltados para dentro de onde parte, em ambas as pernas, uma fita em couro marrom amarrada em X até os tornozelos e atada em nó com pingentes coloridos nas pontas, realçando ainda mais os tênis ultramodernos de cano alto em vermelho com manchas pretas, e lingueta desproporcionalmente grande axadrezada em verde,vermelho e amarelo, têm aplicado em preto, no pé direito, as letras:adi e no outro: das. Texto: I don´t know how to act my age. I´ve never been this age before.(tradução: eu não sei como agir na minha idade. Eu nunca tive essa idade antes).
Banner quadrado dividido verticalmente em duas partes: à esquerda, maior,foto de uma mulher e à direita, em fundo amarelo e letras vermelhas, texto. Uma mulher de meia idade está sentada em um banco de praça, de frente, com os braços para trás apoiados na extremidade superior do encosto do banco de madeira ripada marrom escuro. As mãos relaxadas para baixo, ostentam unhas compridas e esmaltadas em branco; a mulher tem pele branca, rosto delicado e fino, cabelos brancos e presos em um coque fofo, nariz afilado e lábios médios com batom marrom; usa óculos de sol com aros quadrados grandes em amarelo, uma túnica sobre uma saia verde que cobre os joelhos, a túnica tem fundo amarelo com estampa indiana em bege, vermelho, marrom e verde claro, do pescoço à cintura, há uma pala retangular vertical em vermelho, marrom e bege com um correr de pequenos botões vermelhos forrados que finalizam próximo à fivela preta retangular vertical do largo cinto xadrez em roxo e bege. As pernas estão abertas um pouco mais que a largura dos ombros com os joelhos voltados para dentro de onde parte, em ambas as pernas, uma fita em couro marrom amarrada em X até os tornozelos e atada em nó com pingentes coloridos nas pontas, realçando ainda mais os tênis ultramodernos de cano alto em vermelho com manchas pretas, e lingueta desproporcionalmente grande axadrezada em verde,vermelho e amarelo, têm aplicado em preto, no pé direito, as letras:adi e no outro: das. Texto: I don´t know how to act my age. I´ve never been this age before.(tradução: eu não sei como agir na minha idade. Eu nunca tive essa idade antes).

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Filhote de onça...

O filhote de onça com o corpo amarelo, pintas amarronzadas e rabo listrado, caminha sorrateiramente pela mata cerrada levemente agachado. Com olhos verdes muito atentos foca em nossa direção.
O filhote de onça com o corpo amarelo, pintas amarronzadas e rabo listrado, caminha sorrateiramente pela mata cerrada levemente agachado. Com olhos verdes muito atentos foca em nossa direção.

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Amélie Poulain...

Amélie é uma jovem mulher de pele clara, rosto oval, cabelos castanhos escuros lisos, tipo Chanel com franjas bem curtas, sobrancelhas levemente arqueadas, olhos redondos escuros, nariz afilado e lábios grossos rosados. Foto do site Paris Sempre Paris.com.br de uma das cenas do filme O Fabuloso Destino de Amélie Poulain . A atriz Audrey Tautou, no personagem de Amélie Poulain olha à esquerda , com expressão assustada para fora de uma cabine telefônica envidraçada segurando com a mão esquerda o fone preto. No topo, lê-se: -Alô, Doutor! Todo dia acordo pensando que eu deveria estar em Paris. O que eu tenho? No canto inferior direito em letras amarelas, a resposta: Razão!
Amélie é uma jovem mulher de pele clara, rosto oval, cabelos castanhos escuros lisos, tipo Chanel com franjas bem curtas, sobrancelhas levemente arqueadas, olhos redondos escuros, nariz afilado e lábios grossos rosados.
Foto do site Paris Sempre Paris.com.br de uma das cenas do filme O Fabuloso Destino de Amélie Poulain . A atriz Audrey Tautou, no personagem de Amélie Poulain olha à esquerda , com expressão assustada para fora de uma cabine telefônica envidraçada segurando com a mão esquerda o fone preto. No topo, lê-se: -Alô, Doutor! Todo dia acordo pensando que eu deveria estar em Paris. O que eu tenho? No canto inferior direito em letras amarelas, a resposta: Razão!

terça-feira, 25 de julho de 2017

Um gatinho leão...

Foto composição. À esquerda, um gatinho amarelo sentado em frente a um pequeno espelho ovalado com moldura e base de madeira escura, refletido no espelho, a cara de um leão com uma enorme juba. À direita, foto antiga do busto de Henry Thoreau, homem com cor de pele branca, rosto oval, cabelos curtos, sobrancelhas caídas olhos arredondados nariz comprido e largo, bigode e barba espessos. E a frase: Quem avança confiante na direção de seus sonhos e se empenha em viver a vida que imaginou para si encontra um sucesso inesperado em seu dia-a-dia.
Foto composição. À esquerda, um gatinho amarelo sentado em frente a um pequeno espelho ovalado com moldura e base de madeira escura, refletido no espelho, a cara de um leão com uma enorme juba. À direita, foto antiga do busto de Henry Thoreau, homem com cor de pele branca, rosto oval, cabelos curtos, sobrancelhas caídas olhos arredondados nariz comprido e largo, bigode e barba espessos. E a frase: Quem avança confiante na direção de seus sonhos e se empenha em viver a vida que imaginou para si encontra um sucesso inesperado em seu dia-a-dia.

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Top less...

Ilustração de um homem gorducho com pernas finas sentado em uma cadeira de escritório com um notebook no colo, ele tem alguns fios de cabelo no topo e laterais da cabeça, olhos redondos e próximos, narigudo e orelhudo, boca em C invertido, e queixo sobreposto à papada; usa camiseta branca e calça verde. À direita, uma mulher bem bronzeada, com as mesmas características físicas, em pé segurando uma sacola azul de praia, ela tem cabelos crespos, usa um biquíni amarelo tomara-que- caia, realçando as pregas flácidas do peito, abaixo de cada peito, uma marca branca em forma de U quase até o umbigo evidente acima da minissaia pregueada composta com chinelos azuis. O homem pergunta: Então você foi à praia e usou o tal top less,néh? Ela responde gesticulando a mão direita: Quem te contô?
Ilustração de um homem gorducho com pernas finas sentado em uma cadeira de escritório com um notebook no colo, ele tem alguns fios de cabelo no topo e laterais da cabeça, olhos redondos e próximos, narigudo e orelhudo, boca em C invertido, e queixo sobreposto à papada; usa camiseta branca e calça verde. À direita, uma mulher bem bronzeada, com as mesmas características físicas, em pé segurando uma sacola azul de praia, ela tem cabelos crespos, usa um biquíni amarelo tomara-que- caia, realçando as pregas flácidas do peito, abaixo de cada peito, uma marca branca em forma de U quase até o umbigo evidente acima da minissaia pregueada composta com chinelos azuis. O homem pergunta: Então você foi à praia e usou o tal top less,néh? Ela responde gesticulando a mão direita: Quem te contô?

domingo, 23 de julho de 2017

Jovens índios...

Foto em dia claro. Inumeráveis jovens índios sentados nas águas rasas de um rio margeado por vegetação rasteira e densa, formam um imenso semicírculo que parte do canto inferior direito a perder de vista ao fundo à direita. Todos tem cabelos escuros lisos abaixo dos ombros, no dorso moreno exibem três listas horizontais pintadas em vermelho no mesmo tom das sungas; as mãos agitam as águas que sobem e caem como uma divertida chuva salpicando as águas em branco.
Foto em dia claro. Inumeráveis jovens índios sentados nas águas rasas de um rio margeado por vegetação rasteira e densa, formam um imenso semicírculo que parte do canto inferior direito a perder de vista ao fundo à direita. Todos tem cabelos escuros lisos abaixo dos ombros, no dorso moreno exibem três listas horizontais pintadas em vermelho no mesmo tom das sungas; as mãos agitam as águas que sobem e caem como uma divertida chuva salpicando as águas em branco.

sábado, 22 de julho de 2017

No banheiro...

Foto quadrada ​d​o interior de um ​​banheiro​​. Ao lado direito ​na parede ​bege​, parte de uma toalha vermelha pendurada. O piso mesclado em marrom imitando pedra é arrematado com ​rodapé ​claro​​ no mesmo tom da pia. ​Na cena, ​dois meninos ruivos bem pequenos​, ​descalços, Um ​está de camiseta azul escuro com estampa de dinossauro ​ ​e bermuda também azul​ em pé de costas para a pia. Ele inclina levemente a cabeça abaixo, ​fecha os olhos, tapa o nariz com a mão direita e com a esquerda, aperta a mão direita do outro,​ ​que está sentado em um​a privadinha ​portátil ​ ​branc​a,​ segurando com a outra mão, um brinquedo.
Foto quadrada ​d​o interior de um ​​banheiro​​. Ao lado direito ​na parede ​bege​, parte de uma toalha vermelha pendurada. O piso mesclado em marrom imitando pedra é arrematado com ​rodapé ​claro​​ no mesmo tom da pia. ​Na cena, ​dois meninos ruivos bem pequenos​, ​descalços, Um ​está de camiseta azul escuro com estampa de dinossauro ​ ​e bermuda também azul​ em pé de costas para a pia. Ele inclina levemente a cabeça abaixo, ​fecha os olhos, tapa o nariz com a mão direita e com a esquerda, aperta a mão direita do outro,​ ​que está sentado em um​a privadinha ​portátil ​ ​branc​a,​ segurando com a outra mão, um brinquedo.

sexta-feira, 21 de julho de 2017

...carinha de pidão...

A foto mostra um filhote marrom da raça salsichinha com carinha de pidão, pisando sobre a ponta de um papelão solto sobre um piso de lajotas avermelhadas retangulares. No rodapé em letras pretas lê-se: Se nada der certo hoje, Amanhã eu levanto mais cedo e tento de novo!
A foto mostra um filhote marrom da raça salsichinha com carinha de pidão, pisando sobre a ponta de um papelão solto sobre um piso de lajotas avermelhadas retangulares. No rodapé em letras pretas lê-se: Se nada der certo hoje, Amanhã eu levanto mais cedo e tento de novo!

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Bolo Nega Maluca do chef Lucas Corazza

Foto parcial de um bolo Nega Maluca do chef Lucas Corazza. Em fundo desfocado xadrez em tons de rosa e branco, foco no bolo negro e redondo desenformado com formato da forma, em gomos e em arquibancada tripla. A massa é fofa e porosa, o topo está preenchido pela densa e brilhosa cobertura achocolatada que escorre uniforme nas laterais dos gomos. Na base, cercando o bolo, delicados brigadeiros finalizados por minúsculos granulados achatados. O prato que sustenta o bolo é de acrílico rosa.
Foto parcial de um bolo Nega Maluca do chef Lucas Corazza. Em fundo desfocado xadrez em tons de rosa e branco, foco no bolo negro e redondo desenformado com formato da forma, em gomos e em arquibancada tripla. A massa é fofa e porosa, o topo está preenchido pela densa e brilhosa cobertura achocolatada que escorre uniforme nas laterais dos gomos. Na base, cercando o bolo, delicados brigadeiros finalizados por minúsculos granulados achatados. O prato que sustenta o bolo é de acrílico rosa.

terça-feira, 18 de julho de 2017

Ilustração de uma ...

Ilustração de uma borboleta vermelha pousada no alto de uma folhagem que desponta da relva bem verdinha. Ao longe, o sol amarelo vibrante lança seus raios sobre nuvens brancas.
Ilustração de uma borboleta vermelha pousada no alto de uma folhagem que desponta da relva bem verdinha. Ao longe, o sol amarelo vibrante lança seus raios sobre nuvens brancas.

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Dorinha e Luca

Dorinha e Luca são personagens com deficiência criados por Maurício de Souza. À esquerda, a menina Dorinha em pé, apoia a mão direita sobre a bengala e a esquerda tateia o ar. Ela tem cabelos castanhos claros repartidos ao meio, usa óculos de sol redondos, brincos azuis em argolas, camiseta rosa com a letra D estampada, saia azul e tênis rosa. À direita, o garoto cadeirante Luca. Ele tem cabelos castanhos repartidos ao meio, rosto redondo, olhos grandes, nariz pequeno, está com sorriso largo e as mãos empurrando as rodas para dar velocidade. Ele usa camiseta amarela, short e tênis vermelhos.
Dorinha e Luca são personagens com deficiência criados por Maurício de Souza. À esquerda, a menina Dorinha em pé, apoia a mão direita sobre a bengala e a esquerda tateia o ar. Ela tem cabelos castanhos claros repartidos ao meio, usa óculos de sol redondos, brincos azuis em argolas, camiseta rosa com a letra D estampada, saia azul e tênis rosa. À direita, o garoto cadeirante Luca. Ele tem cabelos castanhos repartidos ao meio, rosto redondo, olhos grandes, nariz pequeno, está com sorriso largo e as mãos empurrando as rodas para dar velocidade. Ele usa camiseta amarela, short e tênis vermelhos.

domingo, 16 de julho de 2017

Ilustrações divertidas de Victor Nunes

Ilustrações divertidas do brasileiro Victor Nunes. Victor Nunes combina objetos do cotidiano com ilustrações simples para transformá-los em desenhos de rostos, animais, objetos etc. As imagens convidam-nos a apreciar de forma diferente e criativa o que nos é, às vezes, comum. Victor utiliza de maneira lúdica elementos como: tesouras, alface,rolhas, fósforos, pipocas, tampa de caneta etc...vale tudo na hora de suas criações.  Descrição: Dez desenhos a lápis combinados por pedaços de bolachas redondas com furinhos. No alto, três carinhas de garotos, o topo arredondando da cabeça é formado por um pedaço de bolacha, dois furinhos simulam os olhos; à direita, da cintura para cima, uma loura com seios fartos, o top são dois pedaços triangulares da bolacha; abaixo, à esquerda, uma garotinha de vestido se protege dos pingos, ela segura um guarda-chuva composto por metade de uma bolacha que sugere estar mordida nas bordas. Ao centro, perfil de um homem dos ombros para cima, parte de um biscoito em formato de capacete protege sua cabeça; abaixo à esquerda, uma bicicleta antiga, a pequena roda traseira é desenhada, a grande roda da frente é uma bolacha inteira; ao lado, um garoto de camiseta listrada com cara de zangado, com um boné feito de um pedacinho de biscoito; à direita, uma bailarina saltando, ela usa um vestido longo composto por dois nacos de biscoito; à direita, uma borboleta, as asas são dois pedaços triangulares de biscoito.
Ilustrações divertidas do brasileiro Victor Nunes. Victor Nunes combina objetos do cotidiano com ilustrações simples para transformá-los em desenhos de rostos, animais, objetos etc. As imagens convidam-nos a apreciar de forma diferente e criativa o que nos é, às vezes, comum. Victor utiliza de maneira lúdica elementos como: tesouras, alface,rolhas, fósforos, pipocas, tampa de caneta etc...vale tudo na hora de suas criações. 
Descrição: Dez desenhos a lápis combinados por pedaços de bolachas redondas com furinhos. No alto, três carinhas de garotos, o topo arredondando da cabeça é formado por um pedaço de bolacha, dois furinhos simulam os olhos; à direita, da cintura para cima, uma loura com seios fartos, o top são dois pedaços triangulares da bolacha; abaixo, à esquerda, uma garotinha de vestido se protege dos pingos, ela segura um guarda-chuva composto por metade de uma bolacha que sugere estar mordida nas bordas. Ao centro, perfil de um homem dos ombros para cima, parte de um biscoito em formato de capacete protege sua cabeça; abaixo à esquerda, uma bicicleta antiga, a pequena roda traseira é desenhada, a grande roda da frente é uma bolacha inteira; ao lado, um garoto de camiseta listrada com cara de zangado, com um boné feito de um pedacinho de biscoito; à direita, uma bailarina saltando, ela usa um vestido longo composto por dois nacos de biscoito; à direita, uma borboleta, as asas são dois pedaços triangulares de biscoito. 

sábado, 15 de julho de 2017

Dia de sol...

Foto quadrada em dia de sol com algumas nuvens decorando o cume dos morros. À beira mar, à direita dois banhistas andam de bike, à esquerda, um guarda sol aberto em vermelho e amarelo, na sombra, uma cadeira de plástico branco vazia, e ao pé da cadeira uma garrafa. Ao fundo, banhistas sobre um banco de areia ​( parte mais elevada) ​e mais ao longe, o mar aberto.
Foto quadrada em dia de sol com algumas nuvens decorando o cume dos morros. À beira mar, à direita dois banhistas andam de bike, à esquerda, um guarda sol aberto em vermelho e amarelo, na sombra, uma cadeira de plástico branco vazia, e ao pé da cadeira uma garrafa. Ao fundo, banhistas sobre um banco de areia ​( parte mais elevada) ​e mais ao longe, o mar aberto.