quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Embaixo de um viaduto...

A foto retrata um grupo de meninos sentados no chão embaixo de um viaduto. Em frente a eles, dois homens escrevem com giz branco em quadros negros colados a um paredão de concreto próximo ao viaduto. Os meninos copiam o que os homens escrevem. Ao fundo, várias bicicletas estacionadas. No topo, em fundo preto, letras brancas maiúsculas e em espanhol, lê-se: Cuando se nace pobre, ser estudioso es el mayor acto de rebeldia contra el sistema. No canto inferior direito, em letras brancas, a frase inserida em um quadrado preto: Eu luto pela educação.
A foto retrata um grupo de meninos sentados no chão embaixo de um viaduto. Em frente a eles, dois homens escrevem com giz branco em quadros negros colados a um paredão de concreto próximo ao viaduto. Os meninos copiam o que os homens escrevem. Ao fundo, várias bicicletas estacionadas. No topo, em fundo preto, letras brancas maiúsculas e em espanhol, lê-se: Cuando se nace pobre, ser estudioso es el mayor acto de rebeldia contra el sistema. No canto inferior direito, em letras brancas, a frase inserida em um quadrado preto: Eu luto pela educação.

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Last selfie...

Foto em dia de sol em um terreno vazio com capim alto, um gato amarelo do peito para cima com as patas dianteiras abertas a frente e levemente inclinado para trás, com olhos arregalados, mira a lente da câmera. Atrás, na direção do gato, três cachorros com a boca aberta correm em disparada. No rodapé, inserido em uma faixa vermelha, escrito em letras maiúsculas brancas: The last selfie, dois pontos e fecha parênteses.(Símbolo da carinha sorridente)
Foto em dia de sol em um terreno vazio com capim alto, um gato amarelo do peito para cima com as patas dianteiras abertas a frente e levemente inclinado para trás, com olhos arregalados, mira a lente da câmera. Atrás, na direção do gato, três cachorros com a boca aberta correm em disparada. No rodapé, inserido em uma faixa vermelha, escrito em letras maiúsculas brancas: The last selfie, dois pontos e fecha parênteses.(Símbolo da carinha sorridente)

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Quase apanhei...

Foto. Em um canto da lateral de uma churrasqueira e a parede azulejada em bege, um cesto vazado de plástico verde repleto de roupas sujas empilhadas de maneira cônica, no alto da pilha, uma estrela vermelha estrategicamente colocada. O texto diz: Montei uma árvore de Natal pra minha mulher. Quase apanhei.
Foto. Em um canto da lateral de uma churrasqueira e a parede azulejada em bege, um cesto vazado de plástico verde repleto de roupas sujas empilhadas de maneira cônica, no alto da pilha, uma estrela vermelha estrategicamente colocada. O texto diz: Montei uma árvore de Natal pra minha mulher. Quase apanhei. 

domingo, 10 de dezembro de 2017

Snoopy...

Tira da história em quadrinhos Peanuts, do cartunista Charles Schulz, com quatro quadros, dois personagens e falas em balões – Snoopy o cãozinho beagle de Charlie Brown é extremamente inteligente. Apesar de não falar, de vez em quando externaliza seus pensamentos para os leitores. Ele é branco com orelhas pretas, olhos miúdos e focinho com uma bolinha preta na ponta. A cabeça dele tem o formato de um feijão, o corpo tem poucas manchas pretas e as patas são curtas. Lucy é uma garota mandona e egoísta demais. Vive tirando sarro da cara de Charlie Brown e tem uma paixão não-correspondida por Shchroeder. Ela tem rosto redondo, cabelos crespos curtos e escuros, olhos miúdos, nariz pequeno em C entre os olhos e a boca é um risco. Quadro 1- Snoopy está concentrado, sentado no telhado da sua casinha, ele estende as patinhas em direção à máquina de escrever, no topo do quadrinho lê-se: Querida namorada, sinto sua falta de manhã, de tarde e de noite. Quadro 2- Snoopy sentado no telhado da casinha observa abaixo, Lucy que segura a carta, ela lê e comenta séria: Isso é muito vago... Quadro 3- Lucy devolve a carta e aconselha: Ao escrever para uma garota, você precisa ser mais específico... Quadro 4- Snoopy começa outra carta: Sinto a sua falta às 8:15, às 11:45 e às 21:36...
Tira da história em quadrinhos Peanuts, do cartunista Charles Schulz, com quatro quadros, dois personagens e falas em balões – Snoopy o cãozinho beagle de Charlie Brown é extremamente inteligente. Apesar de não falar, de vez em quando externaliza seus pensamentos para os leitores. Ele é branco com orelhas pretas, olhos miúdos e focinho com uma bolinha preta na ponta. A cabeça dele tem o formato de um feijão, o corpo tem poucas manchas pretas e as patas são curtas. Lucy é uma garota mandona e egoísta demais. Vive tirando sarro da cara de Charlie Brown e tem uma paixão não-correspondida por Shchroeder. Ela tem rosto redondo, cabelos crespos curtos e escuros, olhos miúdos, nariz pequeno em C entre os olhos e a boca é um risco.
Quadro 1- Snoopy está concentrado, sentado no telhado da sua casinha, ele estende as patinhas em direção à máquina de escrever, no topo do quadrinho lê-se: Querida namorada, sinto sua falta de manhã, de tarde e de noite.
Quadro 2- Snoopy sentado no telhado da casinha observa abaixo, Lucy que segura a carta, ela lê e comenta séria: Isso é muito vago...
Quadro 3- Lucy devolve a carta e aconselha: Ao escrever para uma garota, você precisa ser mais específico...
Quadro 4- Snoopy começa outra carta: Sinto a sua falta às 8:15, às 11:45 e às 21:36...

sábado, 9 de dezembro de 2017

Chico, o gato!

Foto.Na caixa de uma rede social.No canto superior esquerdo a pequena foto de frente do peito para cima do Chico,um gato de pelagem cinza com algumas listras pretas verticais na cabeça e horizontais ao longo do corpo,à direita lê-se: cansei de ser gato; e abaixo: arrobacanseidesergato. Ao centro, um microfone preto com a logomarca do canal de TV em frente e bem próximo à boca de Chico entre os longos bigodes brancos dele. Acima lê-se: Quando o cara é bonito, chamam de gato, quando não presta, chamam de cachorro e depois eu que sou o traiçoeiro?
Foto.Na caixa de uma rede social.No canto superior esquerdo a pequena foto de frente do peito para cima do Chico,um gato de pelagem cinza com algumas listras pretas verticais na cabeça e horizontais ao longo do corpo,à direita lê-se: cansei de ser gato; e abaixo: arrobacanseidesergato. Ao centro, um microfone preto com a logomarca do canal de TV em frente e bem próximo à boca de Chico entre os longos bigodes brancos dele. Acima lê-se: Quando o cara é bonito, chamam de gato, quando não presta, chamam de cachorro e depois eu que sou o traiçoeiro?

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Três mulheres...

Foto ​noturna com efeito desfocado​. ​Em uma calçada, três mulheres de costas caminham ​cambaleando e ​de braços dados. A do meio, ​baixa a cabeça pesadamente e o corpo ​pende a frente ​levemente inclinado​. ​As outras, ​abrem os braços​ nos respectivos lados e seguram uma garrafa. São loiras, cabelos soltos e o trio usa salto alto, duas de shorts e a outra de saia. No topo lê-se: Nos até queria ser do lar; e no rodapé: mas nós não resiste a um bar!​ Ao lado direito, desenho de duas canecas de chopp.
Foto ​noturna com efeito desfocado​. ​Em uma calçada, três mulheres de costas caminham ​cambaleando e ​de braços dados. A do meio, ​baixa a cabeça pesadamente e o corpo ​pende a frente ​levemente inclinado​. ​As outras, ​abrem os braços​ nos respectivos lados e seguram uma garrafa. São loiras, cabelos soltos e o trio usa salto alto, duas de shorts e a outra de saia. No topo lê-se: Nos até queria ser do lar; e no rodapé: mas nós não resiste a um bar!​ Ao lado direito, desenho de duas canecas de chopp.

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

E você aí...

Foto em dia de chuva. Foco em um buracão no meio de uma via asfaltada. Detalhe: o buraco em forma de coração está cheio de água lodosa. No topo, em letras gigantes lê-se: E você aí; e no rodapé em letras menores: Achando que o prefeito não te ama.
Foto em dia de chuva. Foco em um buracão no meio de uma via asfaltada. Detalhe: o buraco em forma de coração está cheio de água lodosa. No topo, em letras gigantes lê-se: E você aí; e no rodapé em letras menores: Achando que o prefeito não te ama.

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Letty Ortiz e Dominic Toretto

Foto dupla na vertical. Em uma cena do filme Velozes & Furiosos, o diálogo entre a atriz Michelle Rodriguez (Letty Ortiz) em frente a Vin Diesel(Dominic Toretto). Foto superior: Letty, uma mulher jovem, cabelos castanhos escuros compridos e soltos, regata preta diz: Você só fala coisa de carro!!! Dominic, um homem jovem, cabeça raspada, usa uma jaqueta preta de couro, responde: Você quer que eu fale o que? Foto inferior: Ela: Alguma coisa de amor. Ele: Amortecedor.
Foto dupla na vertical. Em uma cena do filme Velozes & Furiosos, o diálogo entre a atriz Michelle Rodriguez (Letty Ortiz) em frente a Vin Diesel(Dominic Toretto). Foto superior: Letty, uma mulher jovem, cabelos castanhos escuros compridos e soltos, regata preta diz: Você só fala coisa de carro!!! Dominic, um homem jovem, cabeça raspada, usa uma jaqueta preta de couro, responde: Você quer que eu fale o que? Foto inferior: Ela: Alguma coisa de amor. Ele: Amortecedor.

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

...fez progressiva!

Foto quadrada em dia ensolarado. Três galinhas de porte médio passeiam em um caminho pavimentado por lajes recortadas fixadas entre cascalhos brancos em alguns pontos há gramíneas e ao fundo, plantas floridas, à frente , a galinha da espécie Polonesa, plumagem barrada golden densa, na cabeça, um topete dourado selvagem, esvoaçado que remete a um espanador, atrás, as outras a acompanham, a da esquerda com plumagem carijó(preto e branco), pernas amarelas e a da direita, quase encoberta pela Polonesa, tem plumagem cinza e amarela. Acima da cabeça da carijó inserido em um balão de pensamento, lê-se : Tá se axando só PQ fez Progressiva!
Foto quadrada em dia ensolarado. Três galinhas de porte médio passeiam em um caminho pavimentado por lajes recortadas fixadas entre cascalhos brancos em alguns pontos há gramíneas e ao fundo, plantas floridas, à frente , a galinha da espécie Polonesa, plumagem barrada golden densa, na cabeça, um topete dourado selvagem, esvoaçado que remete a um espanador, atrás, as outras a acompanham, a da esquerda com plumagem carijó(preto e branco), pernas amarelas e a da direita, quase encoberta pela Polonesa, tem plumagem cinza e amarela. Acima da cabeça da carijó inserido em um balão de pensamento, lê-se : Tá se axando só PQ fez Progressiva!

domingo, 3 de dezembro de 2017

Quais são os seus problemas?

Foto. Ao centro, um garoto negro deitado de barriga sobre o lodaçal, apoia as mãos no barro da margem de uma poça de água barrenta, cabeça inclinada em direção à água e sorve. A imagem dele reflete na água parada e sobreposto à imagem lê-se em letras pretas maiúsculas: Quais são mesmos os seus problemas?
Foto. Ao centro, um garoto negro deitado de barriga sobre o lodaçal, apoia as mãos no barro da margem de uma poça de água barrenta, cabeça inclinada em direção à água e sorve. A imagem dele reflete na água parada e sobreposto à imagem lê-se em letras pretas maiúsculas: Quais são mesmos os seus problemas?

sábado, 2 de dezembro de 2017

Ruby Bridges!

Vida real: A primeira criança negra a ir para a escola, com o fim da política de segregação racial nos EUA, em Nova Orleans, em 1960. Seu primeiro dia de aula foi marcado por xingamentos, medo, racismo. A escola, pasmem, estava vazia, pois os pais não deixaram seus filhos frequentarem o ano escolar com a presença de Ruby. Também não havia professores, apenas um educador quis dar aula para Ruby. Seus pais foram severamente ameaçados. E, durante meses, ela teve que ir e voltar da escola acompanhada por 4 policiais. E mesmo quando objetos e xingamentos eram jogados contra seu corpo, com 6 anos de idade, Ruby não desistiu, não chorou, sequer fraquejou. Era uma pequena soldada - palavras de Charles Burks, um dos quatro policiais que a escoltavam. No ano seguinte, Ruby não estava mais sozinha na escola. Inspirados por sua coragem e pela de sua família outras crianças negras foram matriculadas. Duas fotos lado a lado. À esquerda, foto antiga em preto e branco, cercada por três agentes policiais, uma garotinha negra desce as escadas de um prédio segurando com a mão direita uma pasta escolar: ela usa uma flor sobre os cabelos curtos, jaleco sobre vestido rodado, meias soquetes e sapatos. À direita, foto atual e colorida: close do rosto oval de uma mulher negra, cabelos curtos com cachos, sobrancelhas finas, olhos amendoados castanhos escuros, nariz largo, um discreto sorriso evidencia os lábios grossos pintados com batom vermelho e dentes alvos. Título da matéria: Ruby Bridges! Uma pequena heroína.
Vida real: A primeira criança negra a ir para a escola, com o fim da política de segregação racial nos EUA, em Nova Orleans, em 1960. Seu primeiro dia de aula foi marcado por xingamentos, medo, racismo. A escola, pasmem, estava vazia, pois os pais não deixaram seus filhos frequentarem o ano escolar com a presença de Ruby. Também não havia professores, apenas um educador quis dar aula para Ruby. Seus pais foram severamente ameaçados. E, durante meses, ela teve que ir e voltar da escola acompanhada por 4 policiais. E mesmo quando objetos e xingamentos eram jogados contra seu corpo, com 6 anos de idade, Ruby não desistiu, não chorou, sequer fraquejou. Era uma pequena soldada - palavras de Charles Burks, um dos quatro policiais que a escoltavam. No ano seguinte, Ruby não estava mais sozinha na escola. Inspirados por sua coragem e pela de sua família outras crianças negras foram matriculadas.
Duas fotos lado a lado. À esquerda, foto antiga em preto e branco, cercada por três agentes policiais, uma garotinha negra desce as escadas de um prédio segurando com a mão direita uma pasta escolar: ela usa uma flor sobre os cabelos curtos, jaleco sobre vestido rodado, meias soquetes e sapatos. À direita, foto atual e colorida: close do rosto oval de uma mulher negra, cabelos curtos com cachos, sobrancelhas finas, olhos amendoados castanhos escuros, nariz largo, um discreto sorriso evidencia os lábios grossos pintados com batom vermelho e dentes alvos. Título da matéria: Ruby Bridges! Uma pequena heroína.

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

O que deu nele?

Ilustração. Três pássaros azuis ​estão ​pousados em uma extensão​ ​do cabo de aço​ preso a um poste​ elétrico. ​​​À direita​, a​ uma certa distância​, ​está  um pássaro também azul,​ ​​sozinho, pousado no ar, com a ​cara virada​ em direção oposta aos colegas. ​Um deles questiona: O que deu nele?​ O outro explica: ​Ficou metido. Agora só usa wireless.
Ilustração. Três pássaros azuis ​estão ​pousados em uma extensão​ ​do cabo de aço​ preso a um poste​ elétrico. ​​​À direita​, a​ uma certa distância​, ​está  um pássaro também azul,​ ​​sozinho, pousado no ar, com a ​cara virada​ em direção oposta aos colegas. ​Um deles questiona: O que deu nele?​ O outro explica: ​Ficou metido. Agora só usa wireless.

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Viver é isso...

Slackline é um esporte radical a base do equilibrar-se em uma fita de nylon estreita e muito flexível, que deve ter suas extremidades fixadas em árvores, postes ou rochas. É uma ótima atividade para treinar equilíbrio, postura e concentração. Foto com luminosidade ao fundo: silhueta de um homem em pé, descalço e equilibrando-se sobre uma estreita fita flexível com uma das extremidades amarrada a uma árvore de copa pequena e sem folhas. Ao fundo, o perfil de morros e vegetação. No canto superior direito, lê-se: “Viver é isso: Ficar se equilibrando o tempo todo entre escolhas e consequências (Jean-Paul Sartre).
Slackline é um esporte radical a base do equilibrar-se em uma fita de nylon estreita e muito flexível, que deve ter suas extremidades fixadas em árvores, postes ou rochas. É uma ótima atividade para treinar equilíbrio, postura e concentração.
Foto com luminosidade ao fundo: silhueta de um homem em pé, descalço e equilibrando-se sobre uma estreita fita flexível com uma das extremidades amarrada a uma árvore de copa pequena e sem folhas. Ao fundo, o perfil de morros e vegetação. No canto superior direito, lê-se: “Viver é isso: Ficar se equilibrando o tempo todo entre escolhas e consequências (Jean-Paul Sartre).

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

O Uber chegou...

Foto. Um homem jovem, sentado dentro de um carro com o cinto de segurança na transversal do peito, braço direito tatuado. Ele olha à direita e tem um leve sorriso nos lábios: pele clara, cabelo castanho e bem curto, rosto oval, sobrancelhas espessas, olhos verdes amendoados, nariz reto, lábios carnudos, bigode e barba bem aparados; usa uma camiseta grafite de mangas curtas. Sobre o decote careca, pende uma correntinha prateada com uma pequena medalha pendurada, calça jeans e sobre a coxa esquerda, um óculos de sol.No topo, o título: Aí você pede um Uber e vem o divórcio dirigindo rsrsrs três emoticons: uma carinha piscando o olho com a lingua pra fora; uma carinha sorridente com uma lágrima escorrendo em cada extremidade do olho; e uma mão com o dedo indicador apontado para baixo.
Foto. Um homem jovem, sentado dentro de um carro com o cinto de segurança na transversal do peito, braço direito tatuado. Ele olha à direita e tem um leve sorriso nos lábios: pele clara, cabelo castanho e bem curto, rosto oval, sobrancelhas espessas, olhos verdes amendoados, nariz reto, lábios carnudos, bigode e barba bem aparados; usa uma camiseta grafite de mangas curtas. Sobre o decote careca, pende uma correntinha prateada com uma pequena medalha pendurada, calça jeans e sobre a coxa esquerda, um óculos de sol.No topo, o título: Aí você pede um Uber e vem o divórcio dirigindo rsrsrs três emoticons: uma carinha piscando o olho com a língua pra fora; uma carinha sorridente com uma lágrima escorrendo em cada extremidade do olho; e uma mão com o dedo indicador apontado para baixo. 

terça-feira, 28 de novembro de 2017

30 minutos na esteira...

Foto: Na academia, esteiras enfileiradas.​Sobre o piso de uma das esteiras, ​uma senhora​ gordinha deitada sobre o lado esquerdo do corpo em conchinha, olhos fechados e boca aberta; o rosto apoiado nas mãos unidas em oração​ sobre o travesseiro azul​;moletom também azul, calça marinho e pés descalços para fora da esteira. No topo, lê-se: Recomendação médica: passar pelo menos trinta minutos do dia na esteira.
Foto: Na academia, esteiras enfileiradas.​Sobre o piso de uma das esteiras, ​uma senhora​ gordinha deitada sobre o lado esquerdo do corpo em conchinha, olhos fechados e boca aberta; o rosto apoiado nas mãos unidas em oração​ sobre o travesseiro azul​;moletom também azul, calça marinho e pés descalços para fora da esteira. No topo, lê-se: Recomendação médica: passar pelo menos trinta minutos do dia na esteira.

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

A crise é grande...

Foto. Foco em uma banqueta preta de plástico, sobre o assento: nove moedas, uma de um real e as outras de menor valor. No topo lê-se: A crise é grande; e baixo:  mas eu tenho dinheiro no banco!!!
Foto. Foco em uma banqueta preta de plástico, sobre o assento: nove moedas, uma de um real e as outras de menor valor. No topo lê-se: A crise é grande; e baixo:  mas eu tenho dinheiro no banco!!!

domingo, 26 de novembro de 2017

Duas garotinhas...

Duas garotinhas no toalete, uma de camisola e a outra de pijama com uma touquinha com aba franzida. A garotinha de camisola, em pé em cima da balança, olha para o marcador e diz: Veja,não dói. A outra, também observa o marcador e diz: Então por que a mamãe chora quando sobe nela?
Duas garotinhas no toalete, uma de camisola e a outra de pijama com uma touquinha com aba franzida. A garotinha de camisola, em pé em cima da balança, olha para o marcador e diz: Veja,não dói. A outra, também observa o marcador e diz: Então por que a mamãe chora quando sobe nela?

sábado, 25 de novembro de 2017

O fofoqueiro sempre se dá mal!

A ilustração de Norman Rockwell mostra cinco linhas com pares de pessoas conversando frente a frente. Os personagens são retratados do peito para cima, tem idade entre mais ou menos quarenta e setenta anos. Todos usam penteados, chapéus e roupas da década dos anos cinquenta. A conversa que sugere uma grande fofoca que se inicia na primeira linha com uma mulher idosa de cabelos brancos, ela usa elegante chapéu branco com flores e luva preta. A mulher coloca a mão em concha próxima a boca e fala com uma senhora gorda e ruiva com ar de espanto. Assim sucessivamente as informações vão sendo transmitidas de um para o outro. Alguns olham com ar de incredulidade, outros gargalham, apontam, falam ao telefone. Até que a última pessoa da última linha recebe a informação de um senhor de chapéu com dedo em riste acusando. A personagem que é acusada pelo senhor com dedo em riste é a primeira mulher da primeira linha que iniciou a fofoca.
A ilustração de Norman Rockwell mostra cinco linhas com pares de pessoas conversando frente a frente. Os personagens são retratados do peito para cima, tem idade entre mais ou menos quarenta e setenta anos. Todos usam penteados, chapéus e roupas da década dos anos cinquenta. A conversa que sugere uma grande fofoca que se inicia na primeira linha com uma mulher idosa de cabelos brancos, ela usa elegante chapéu branco com flores e luva preta. A mulher coloca a mão em concha próxima a boca e fala com uma senhora gorda e ruiva com ar de espanto. Assim sucessivamente as informações vão sendo transmitidas de um para o outro. Alguns olham com ar de incredulidade, outros gargalham, apontam, falam ao telefone. Até que a última pessoa da última linha recebe a informação de um senhor de chapéu com dedo em riste acusando. A personagem que é acusada pelo senhor com dedo em riste é a primeira mulher da primeira linha que iniciou a fofoca.

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Estar na moda...

Ilustração. Dia claro em uma rua pavimentada, duas mulheres jovens caminham lado a lado. Ambas têm pele clara, cabelos castanhos escuros, soltos e ao vento, usam mini blusas decotadas, bustos protuberantes, calças jeans de cós baixo e bastante rasgadas nas pernas. Um morador de rua com regata amarela remendada, calça jeans esfarrapada e chinelo, observa a dupla, coça a barba e em um balão acima da cabeça dele, lê-se: Uau! Isso quer dizer que estou na moda também...
Ilustração. Dia claro em uma rua pavimentada, duas mulheres jovens caminham lado a lado. Ambas têm pele clara, cabelos castanhos escuros, soltos e ao vento, usam mini blusas decotadas, bustos protuberantes, calças jeans de cós baixo e bastante rasgadas nas pernas. Um morador de rua com regata amarela remendada, calça jeans esfarrapada e chinelo, observa a dupla, coça a barba e em um balão acima da cabeça dele, lê-se: Uau! Isso quer dizer que estou na moda também...

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Natal chegando...

 Foto em dia de sol, dentro de um viveiro. Três perus, dois lado a lado e o terceiro atrás, do segundo à direita. Um cartaz pendurado no pescoço do peru à esquerda diz: Natal chegando e eu só queria lembrar que Jesus comia peixa, tá?
Foto em dia de sol, dentro de um viveiro. Três perus, dois lado a lado e o terceiro atrás, do segundo à direita. Um cartaz pendurado no pescoço do peru à esquerda diz: Natal chegando e eu só queria lembrar que Jesus comia peixa, tá?

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Bebê...

 Composição de quatro fotos dispostas em duas linhas e duas colunas. Nas três primeiras fotos o bebê dorme tranquilamente com a chupeta na boca.​ Acima de cada foto, há títulos​: ​​cachorro latindo; gente gritando​;o mundo acabando. ​Quarta foto: ​bebê chorando com os olhinhos apertadinhos e a boca bem aberta, título: A mãe sentou pra almoçar.
Composição de quatro fotos dispostas em duas linhas e duas colunas. Nas três primeiras fotos o bebê dorme tranquilamente com a chupeta na boca.​ Acima de cada foto, há títulos​: ​​cachorro latindo; gente gritando​;o mundo acabando. ​Quarta foto: ​bebê chorando com os olhinhos apertadinhos e a boca bem aberta, título: A mãe sentou pra almoçar.

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Pudim para dieta

Composição de fotos: superior: um pudim de gelo sobre um prato de vidro. Inferior: um filhote de gato branco, orelhinhas rosadas, olhos redondos azuis e um guizo pendurado na coleira; no balão redondo a fala: Pudim para quem está de dieta. Ingredientes: 1 litro de água da torneira, uma forma para pudim. Preparo: Coloque água na forma de maneira homogênea e leve ao congelador. Quando endurecer está pronto para servir! Bom apetite!
Composição de fotos: superior: um pudim de gelo sobre um prato de vidro. Inferior: um filhote de gato branco, orelhinhas rosadas, olhos redondos azuis e um guizo pendurado na coleira; no balão redondo a fala: Pudim para quem está de dieta. Ingredientes: 1 litro de água da torneira, uma forma para pudim. Preparo: Coloque água na forma de maneira homogênea e leve ao congelador. Quando endurecer está pronto para servir! Bom apetite!

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Picoteiro-americano...

A foto mostra com fundo claro desfocado, dois pássaros empoleirados em um galho seco, à esquerda, um de costas e à direita, de perfil. Os dois, encaram-se, o da direita retém no bico um pequeno fruto vermelho redondo, como se oferecesse ao amigo. As aves de pequeno porte são da espécie Picoteiro-americano (Bombycilla cedrorum). O Picoteiro-americano tem plumagem fina e densa em marrom pálido no peito e dorso, e branco no abdômen; possui uma crista de cor marrom oliva e uma mascara facial preta com algumas manchinhas vermelhas próximas aos olhos e bico preto curto. Ele possui uma cor amarela brilhante na ponta da cauda e algumas de suas penas da asa possuem um apêndice vermelho com pinceladas em branco.
A foto mostra com fundo claro desfocado, dois pássaros empoleirados em um galho seco, à esquerda, um de costas e à direita, de perfil. Os dois, encaram-se, o da direita retém no bico um pequeno fruto vermelho redondo, como se oferecesse ao amigo. As aves de pequeno porte são da espécie Picoteiro-americano (Bombycilla cedrorum). O Picoteiro-americano tem plumagem fina e densa em marrom pálido no peito e dorso, e branco no abdômen; possui uma crista de cor marrom oliva e uma mascara facial preta com algumas manchinhas vermelhas próximas aos olhos e bico preto curto. Ele possui uma cor amarela brilhante na ponta da cauda e algumas de suas penas da asa possuem um apêndice vermelho com pinceladas em branco.

domingo, 19 de novembro de 2017

Trancinhas...

Foto quadrada em fundo desfocado. Ao centro em close, rosto de uma garotinha negra emoldurado por cabelos trabalhados em trancinhas finalizadas com elásticos coloridos. Acima à direita, próximo a testa, um frufru com laço achatado de tule amarelo e tiras em crochê, outro igual em direção oposta envolve outra trancinha lateral. Duas trancinhas pendem sobre a testa: à direita, uma em mechas douradas e à esquerda, outra avermelhada com mesclas pretas. As sobrancelhas são curtas e sutilmente assimétricas, as pálpebras bem abertas com bordas cobertas por cílios escuros espessos e bem curvados revelam os olhos amendoados levemente puxados acima, em azul turquesa intenso; o pequeno nariz discretamente arrebitado de abas abertas reluz centralizado às maçãs do rosto discretamente mais escuras que a tez lisinha; os lábios naturalmente entreabertos mostram-se um pouco ressequidos em nuances de rosa pálido. Nas delicadas orelhas argolas médias prateadas.
Foto quadrada em fundo desfocado. Ao centro em close, rosto de uma garotinha negra emoldurado por cabelos trabalhados em trancinhas finalizadas com elásticos coloridos. Acima à direita, próximo a testa, um frufru com laço achatado de tule amarelo e tiras em crochê, outro igual em direção oposta envolve outra trancinha lateral. Duas trancinhas pendem sobre a testa: à direita, uma em mechas douradas e à esquerda, outra avermelhada com mesclas pretas. As sobrancelhas são curtas e sutilmente assimétricas, as pálpebras bem abertas com bordas cobertas por cílios escuros espessos e bem curvados revelam os olhos amendoados levemente puxados acima, em azul turquesa intenso; o pequeno nariz discretamente arrebitado de abas abertas reluz centralizado às maçãs do rosto discretamente mais escuras que a tez lisinha; os lábios naturalmente entreabertos mostram-se um pouco ressequidos em nuances de rosa pálido. Nas delicadas orelhas argolas médias prateadas.

sábado, 18 de novembro de 2017

Quando você vai ao GP de F1

Composição de quatro fotos dispostas aos pares em duas linhas, no topo sobre uma tarja preta a frase em letras maiúsculas brancas: QUANDO VOCÊ VAI AO GP DE F1; logo abaixo em letras minúsculas e em inglês : when you go to F1 GP. Linha 1: um homem é rendido por outros dois, à esquerda, outros quatro correm em direção ao que está rendido, atrás, outro de braços abertos tenta conter um grupo de homens que tentam avançar. Abaixo em uma tarja branca com letras pretas lê-se: QUE SUA MÃE PENSA, em seguida em inglês: What your mom imagine . Restaurante com vista panorâmica de uma cidade com prédios altos e modernos. Abaixo: O QUE SEUS AMIGOS PENSAM; e em inglês: What your friends imagine. Linha 2: quatro mulheres jovens de frente, em pé e em pose para a foto, usam óculos escuros e mini vestidos. Abaixo, lê-se: O QUE SUA ESPOSA PENSA, em seguida em inglês: What your wife imagine. Em plano geral, a arquibancada lotada, algumas pessoas em pé, ao fundo, a pista. Abaixo: COMO É DE VERDADE; e em inglês : How it really is!
Composição de quatro fotos dispostas aos pares em duas linhas, no topo sobre uma tarja preta a frase em letras maiúsculas brancas: QUANDO VOCÊ VAI AO GP DE F1; logo abaixo em letras minúsculas e em inglês : when you go to F1 GP.
Linha 1: um homem é rendido por outros dois, à esquerda, outros quatro correm em direção ao que está rendido, atrás, outro de braços abertos tenta conter um grupo de homens que tentam avançar. Abaixo em uma tarja branca com letras pretas lê-se: QUE SUA MÃE PENSA, em seguida em inglês: What your mom imagine . Restaurante com vista panorâmica de uma cidade com prédios altos e modernos. Abaixo: O QUE SEUS AMIGOS PENSAM; e em inglês: What your friends imagine.
Linha 2: quatro mulheres jovens de frente, em pé e em pose para a foto, usam óculos escuros e mini vestidos. Abaixo, lê-se: O QUE SUA ESPOSA PENSA, em seguida em inglês: What your wife imagine. Em plano geral, a arquibancada lotada, algumas pessoas em pé, ao fundo, a pista. Abaixo: COMO É DE VERDADE; e em inglês : How it really is!

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Pato Mandarim

Foto de um pato de médio porte pousado sobre tronco de árvore molhado que emerge d´água coberta por folhas e pétalas. Visto do perfil esquerdo, a penugem em cores vibrantes mostra cabeça pequena nas cores: ao centro: a partir do bico vermelho curto, inicia em azulão e finaliza em vermelho; o olho redondo preto delineado em branco sobre penugem amarela finaliza em uma faixa decrescente branca; no pescoço, um leque rajado em preto-e-branco com bordas em laranja. O corpo é roliço, peito roxo com duas listras verticais brancas, flancos amarronzados, com duas faixas laranja que deslizam pelas costas, cauda curta, na parte inferior: branco com mancha marrom e na parte superior: plumagem branca com listras fininhas azuis sobre a cauda preta próxima a superfície líquida.
Foto de um pato de médio porte pousado sobre tronco de árvore molhado que emerge d´água coberta por folhas e pétalas. Visto do perfil esquerdo, a penugem em cores vibrantes mostra cabeça pequena nas cores: ao centro: a partir do bico vermelho curto, inicia em azulão e finaliza em vermelho; o olho redondo preto delineado em branco sobre penugem amarela finaliza em uma faixa decrescente branca; no pescoço, um leque rajado em preto-e-branco com bordas em laranja. O corpo é roliço, peito roxo com duas listras verticais brancas, flancos amarronzados, com duas faixas laranja que deslizam pelas costas, cauda curta, na parte inferior: branco com mancha marrom e na parte superior: plumagem branca com listras fininhas azuis sobre a cauda preta próxima a superfície líquida.

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Quem pensa positivo...

A fotografia mostra um rapaz e uma moça em cima de uma prancha de surf amarela. A moça é loira e está com o cabelo preso em coque alto, ela equilibra-se em pé e não possui o braço esquerdo, usa camiseta vermelha e short preto. O rapaz está próximo a ela, com o tronco sobre a prancha ele não possui os braços e pernas. Ele tem cabelos castanhos curtos e barba por fazer. Os dois sorriem. Ao fundo, o perfil de um morro e algumas casas simples. O céu é claro com poucas nuvens. No canto superior esquerdo em letras maiúsculas, lê-se: Quem pensa positivo consegue ver o invisível, sentir o intangível e alcançar o impossível!
A fotografia mostra um rapaz e uma moça em cima de uma prancha de surf amarela. A moça é loira e está com o cabelo preso em coque alto, ela equilibra-se em pé e não possui o braço esquerdo, usa camiseta vermelha e short preto. O rapaz está próximo a ela, com o tronco sobre a prancha ele não possui os braços e pernas. Ele tem cabelos castanhos curtos e barba por fazer. Os dois sorriem. Ao fundo, o perfil de um morro e algumas casas simples. O céu é claro com poucas nuvens. No canto superior esquerdo em letras maiúsculas, lê-se: Quem pensa positivo consegue ver o invisível, sentir o intangível e alcançar o impossível! 

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

O repórter pergunta...

Ilustração caricaturada de duas senhoras com chapéus de palha em um momento descontraído. A senhora, à esquerda apoia com a mão direita uma taça de vinho tinto cheia no joelho da amiga e a outra mão aperta o ombro direito da outra senhora que está sentada com as pernas cruzadas, braços ao alto com as mãos apoiadas na parte de trás do chapéu. À direita, próximo a ela, uma garrafa de vinho tinto e uma taça pela metade, ao lado, um gatinho branco com a cabeça levemente inclinada à direita. O trio dá gargalhadas. No topo lê-se: O repórter pergunta: - Se pudesse escolher entre Parkinson e Alzheimer...No rodapé, lê-se: - Parkinson, meu filho. Prefiro derramar a metade do vinho do que esquecer onde guardei a garrafa.
Ilustração caricaturada de duas senhoras com chapéus de palha em um momento descontraído. A senhora, à esquerda apoia com a mão direita uma taça de vinho tinto cheia no joelho da amiga e a outra mão aperta o ombro direito da outra senhora que está sentada com as pernas cruzadas, braços ao alto com as mãos apoiadas na parte de trás do chapéu. À direita, próximo a ela, uma garrafa de vinho tinto e uma taça pela metade, ao lado, um gatinho branco com a cabeça levemente inclinada à direita. O trio dá gargalhadas. No topo lê-se: O repórter pergunta: - Se pudesse escolher entre Parkinson e Alzheimer...No rodapé, lê-se: - Parkinson, meu filho. Prefiro derramar a metade do vinho do que esquecer onde guardei a garrafa.

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Alex Minsky

A foto mostra o modelo Alex Minsky, ex-fuzileiro naval que lutou no Afeganistão. Alex está sentado em um banco de madeira, à direita, próximo a ele, uma pilha de lenha; o cabo de um enorme machado está apoiado na pilha com a lâmina sobre o piso claro. Alex é um homem jovem de pele bronzeada, rosto oval, cabelos curtos castanhos claros, sobrancelhas levemente arqueadas, nariz reto, lábios médios, bigode e barba por fazer. Está nu da cintura para cima evidenciando a tatuagem em preto, verde e vermelho que envolve os torneados braços e mãos. Acima do peito musculoso, próximo aos ombros, duas grandes rosas vermelhas tatuadas e outra centralizada no peito. Nas laterais do abdômen bem definido, esboço preto de tatuagens por finalizar. Alex segura uma prótese de madeira da perna direita sobre as coxas; ele usa jeans surrado e sapato gasto. A perna da calça está cortada acima do joelho e do toco da perna mutilada. À esquerda, sobre o banco, uma camisa xadrez cor de laranja e preto.
A foto mostra o modelo Alex Minsky, ex-fuzileiro naval que lutou no Afeganistão. Alex está sentado em um banco de madeira, à direita, próximo a ele, uma pilha de lenha; o cabo de um enorme machado está apoiado na pilha com a lâmina sobre o piso claro. Alex é um homem jovem de pele bronzeada, rosto oval, cabelos curtos castanhos claros, sobrancelhas levemente arqueadas, nariz reto, lábios médios, bigode e barba por fazer. Está nu da cintura para cima evidenciando a tatuagem em preto, verde e vermelho que envolve os torneados braços e mãos. Acima do peito musculoso, próximo aos ombros, duas grandes rosas vermelhas tatuadas e outra centralizada no peito. Nas laterais do abdômen bem definido, esboço preto de tatuagens por finalizar. Alex segura uma prótese de madeira da perna direita sobre as coxas; ele usa jeans surrado e sapato gasto. A perna da calça está cortada acima do joelho e do toco da perna mutilada. À esquerda, sobre o banco, uma camisa xadrez cor de laranja e preto.

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Absurdo...

Foto de um canteiro central de cimento que separa uma avenida movimentada. Na extremidade à nossa frente, rebaixamento com o ícone de usuário de cadeira de rodas, próximo ao término da rampa, um poste bem no meio do calçamento do canteiro. Acima, lê-se: Será que é para cadeirante... e no rodapé: ...Fazer pole dance?
Foto de um canteiro central de cimento que separa uma avenida movimentada. Na extremidade à nossa frente, rebaixamento com o ícone de usuário de cadeira de rodas, próximo ao término da rampa, um poste bem no meio do calçamento do canteiro. Acima, lê-se: Será que é para cadeirante... e no rodapé: ...Fazer pole dance?

domingo, 12 de novembro de 2017

Mulher não desiste nunca!!!

Lili a ex é uma criação do cartunista Caco Galhardo, publicada na Folha de São Paulo desde 2009. A agitada e expansiva Lili engata uma loucura atrás da outra para perturbar Reginaldo, o ex-marido, ainda que deixe claro não querer reatar. Ela só tem interesse em atrapalhar a vida do ex-marido, mesmo. Ele, aliás, também não quer nada com Lili e, apesar de reclamar uma infinidade de vezes que a mulher invadiu a sua privacidade ao se mudar para o apartamento ao lado, não encara uma briga séria para tirá-la do lugar. Metódico e com mania de limpeza, o acovardado Reginaldo parece gostar de ter por perto alguém que vire seu mundo de cabeça para baixo e que instale o caos para que ele possa arrumar tudo depois.  Dois personagens estão frente a frente: Do lado esquerdo Reginaldo, um homem com rosto quadrado, cabelos escuros lisos, óculos sobre os olhos miúdos, narigão e boca grande; ele usa terno, gravata e camisa branca. Do lado direito, Lili: uma mulher de rosto redondo, cabelos escuros lisos com topete para frente, olhos miúdos, nariz comprido e boca grande. Ela tem seios pequenos empinados sob o decote da roupa clara tomara que caia; no pescoço, uma fitinha preta.  Q1- Reginaldo fala: Lili, se eu soubesse o quanto você iria me atormentar... Lili olha para ele com ar de espanto.  Q2- Com a boca arreganhada, testa franzida e dedo indicador em riste ele continua: ...jamais teria me separado de você! Lili o observa com olhos franzidos.  Q3- Lili cutuca o ombro de Reginaldo com o dedo indicador, pisca o olho direito e retruca aos gritos: Tá arrependido, né? Reginaldo fica vesgo e coloca a língua para fora. Fim da descrição.
Lili a ex é uma criação do cartunista Caco Galhardo, publicada na Folha de São Paulo desde 2009. A agitada e expansiva Lili engata uma loucura atrás da outra para perturbar Reginaldo, o ex-marido, ainda que deixe claro não querer reatar. Ela só tem interesse em atrapalhar a vida do ex-marido, mesmo. Ele, aliás, também não quer nada com Lili e, apesar de reclamar uma infinidade de vezes que a mulher invadiu a sua privacidade ao se mudar para o apartamento ao lado, não encara uma briga séria para tirá-la do lugar. Metódico e com mania de limpeza, o acovardado Reginaldo parece gostar de ter por perto alguém que vire seu mundo de cabeça para baixo e que instale o caos para que ele possa arrumar tudo depois. 
Dois personagens estão frente a frente: Do lado esquerdo Reginaldo, um homem com rosto quadrado, cabelos escuros lisos, óculos sobre os olhos miúdos, narigão e boca grande; ele usa terno, gravata e camisa branca. Do lado direito, Lili: uma mulher de rosto redondo, cabelos escuros lisos com topete para frente, olhos miúdos, nariz comprido e boca grande. Ela tem seios pequenos empinados sob o decote da roupa clara tomara que caia; no pescoço, uma fitinha preta. 
Q1- Reginaldo fala: Lili, se eu soubesse o quanto você iria me atormentar...
Lili olha para ele com ar de espanto. 
Q2- Com a boca arreganhada, testa franzida e dedo indicador em riste ele continua: ...jamais teria me separado de você! Lili o observa com olhos franzidos. 
Q3- Lili cutuca o ombro de Reginaldo com o dedo indicador, pisca o olho direito e retruca aos gritos: Tá arrependido, né? Reginaldo fica vesgo e coloca a língua para fora. Fim da descrição.

sábado, 11 de novembro de 2017

Zebras...

Charge. No pasto, d​uas zebras conversam​. Elas são parecidas e brancas. ​A da esquerda ​tem​ listras pretas​ como de um código de barras, e um tufo de capim na boca; a outra, tem no lombo, um ​QRCode em preto. A zebra listrada pergunta: Que porra é essa? Resposta: Upgrade cara!
Charge. No pasto, d​uas zebras conversam​. Elas são parecidas e brancas. ​A da esquerda ​tem​ listras pretas​ como de um código de barras, e um tufo de capim na boca; a outra, tem no lombo, um ​QRCode em preto. A zebra listrada pergunta: Que porra é essa? Resposta: Upgrade cara!

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Natal chegando...

Charge. Em fundo alaranjado e em dégradée de cima para baixo, três elementos exercitando-se em bikes de academia. Da esquerda para a direita, uma mulher com gotas de suor ao redor da cabeça, usa top vermelho, legging preta e tênis branco, pensa: Preciso emagrecer para o Natal! Preciso emagrecer para o Natal! Um homem também suando, usa camiseta amarela, calça de moletom roxo e tênis marrom, pensa: Preciso emagrecer para o Natal! Preciso emagrecer para o Natal! Um peru amarelado mais suado ainda, pensa: Nem me fale, Nem me fale, Nem me fale.
Charge. Em fundo alaranjado e em dégradée de cima para baixo, três elementos exercitando-se em bikes de academia. Da esquerda para a direita, uma mulher com gotas de suor ao redor da cabeça, usa top vermelho, legging preta e tênis branco, pensa: Preciso emagrecer para o Natal! Preciso emagrecer para o Natal! Um homem também suando, usa camiseta amarela, calça de moletom roxo e tênis marrom, pensa: Preciso emagrecer para o Natal! Preciso emagrecer para o Natal! Um peru amarelado mais suado ainda, pensa: Nem me fale, Nem me fale, Nem me fale.

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

William Shakespeare

Foto quadrada em preto e branco. Em uma alameda com as copas das árvores em arco, carros estacionados em ambos os lados, ao centro, de costas, um ciclista de camisa xadrez, calça jeans e tênis, apoia nos ombros um enorme bouquet de flores rosas. Abaixo, lê-se: "Enquanto houver um louco, um poeta e um amante, haverá um sonho, amor e fantasia. E enquanto houver sonho, amor e fantasia, haverá esperança." William Shakespeare.
Foto quadrada em preto e branco. Em uma alameda com as copas das árvores em arco, carros estacionados em ambos os lados, ao centro, de costas, um ciclista de camisa xadrez, calça jeans e tênis, apoia nos ombros um enorme bouquet de flores rosas. Abaixo, lê-se: "Enquanto houver um louco, um poeta e um amante, haverá um sonho, amor e fantasia. E enquanto houver sonho, amor e fantasia, haverá esperança." William Shakespeare.

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Garanhão Frísio

Garanhão Frísio (ou frisão), também chamado de friesian, combina força e elegância. É um animal de temperamento dócil e fisicamente bastante robusto, criado principalmente na Frísia, litoral norte dos Países Baixos.  Foto ​em dia de ​céu claro: O majestoso equino de perfil esquerdo em ​galope​, apoia-se sobre a areia com a pata traseira esquerda enquanto as outras estão no ar. O corpo compacto e musculoso​ de ​pelagem ​curta ​negra, extremamente brilhante, uma volumosa e longa crina ondulada e pelos compridos também sobre as patas. Enquanto corre revirando a areia, a farta crina sobre o lombo e cauda, esvoaçam!
Garanhão Frísio (ou frisão), também chamado de friesian, combina força e elegância. É um animal de temperamento dócil e fisicamente bastante robusto, criado principalmente na Frísia, litoral norte dos Países Baixos. 
Foto ​em dia de ​céu claro: O majestoso equino de perfil esquerdo em ​galope​, apoia-se sobre a areia com a pata traseira esquerda enquanto as outras estão no ar. O corpo compacto e musculoso​ de ​pelagem ​curta ​negra, extremamente brilhante, uma volumosa e longa crina ondulada e pelos compridos também sobre as patas. Enquanto corre revirando a areia, a farta crina sobre o lombo e cauda, esvoaçam!

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Exposição de arte

Charge em desenho. Em uma sala de exposição de quadros, dois homens e uma mulher em pé. Em frente a parede esquerda um homem de terno azul com as mãos na cintura e expressão de descontentamento, enquanto olha a obra diz: Que imoral! Que obra horrorosa! À direita, a mulher de vestido laranja, ​segura a bolsa ​com a mão direita e ​com a outra ​a​poiada ​na cintura, responde: Isto é um espelho, senhor! O outro homem ​ao lado,​de óculos e terno marrom, observa!
Charge em desenho. Em uma sala de exposição de quadros, dois homens e uma mulher em pé. Em frente a parede esquerda um homem de terno azul com as mãos na cintura e expressão de descontentamento, enquanto olha a obra diz: Que imoral! Que obra horrorosa! À direita, a mulher de vestido laranja, ​segura a bolsa ​com a mão direita e ​com a outra ​a​poiada ​na cintura, responde: Isto é um espelho, senhor! O outro homem ​ao lado,​de óculos e terno marrom, observa!

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Lambe-lambe

Foto em fundo branco. Equipamento fotográfico muito antigo, máquina lambe-lambe, com aparência de uma sanfona em madeira; tanto a parte frontal como a traseira da máquina são retangulares, a medida maior na altura. Na parte frontal um pouco acima do centro, a lente está encaixada em uma pequena moldura quadrada com fundo revestido em metal dourado,acima, uma placa fina horizontal, no mesmo metal dourado protege a lente; a parte sanfonada marrom se encaixa entre a parte frontal e traseira finalizando com um pano marrom pendente sobre o suporte do pedestal que apoia a máquina; abaixo, próximo à beirada do pano, uma manivela redonda em metal dourado; dois acessórios metálicos de ajuste e manuseio: abaixo na lateral e na frente. No rodapé em letras pretas lê-se: Não vemos as coisas como são; vemos as coisas como somos; e entre parênteses: Anaïs Nin.
Foto em fundo branco. Equipamento fotográfico muito antigo, máquina lambe-lambe, com aparência de uma sanfona em madeira; tanto a parte frontal como a traseira da máquina são retangulares, a medida maior na altura. Na parte frontal um pouco acima do centro, a lente está encaixada em uma pequena moldura quadrada com fundo revestido em metal dourado,acima, uma placa fina horizontal, no mesmo metal dourado protege a lente; a parte sanfonada marrom se encaixa entre a parte frontal e traseira finalizando com um pano marrom pendente sobre o suporte do pedestal que apoia a máquina; abaixo, próximo à beirada do pano, uma manivela redonda em metal dourado; dois acessórios metálicos de ajuste e manuseio: abaixo na lateral e na frente. No rodapé em letras pretas lê-se: Não vemos as coisas como são; vemos as coisas como somos; e entre parênteses: Anaïs Nin. 

domingo, 5 de novembro de 2017

Lampião e Maria Bonita

Legenda: Maria Bonita e Lampião em momento de sossego na caatinga, em foto de 1936. Descrição: A fotografia em preto e branco mostra um casal em meio ao cerrado. À direita e em pé, um homem de chapéu com a aba virada para cima, três moedas presas na testeira, casaco, calça com perneiras e alpercatas de couro; ele lê o jornal entre as mãos. À esquerda, uma mulher sentada com a perna direita cruzada sobre a esquerda, ela está com as mãos sobre o lombo de dois cães, um de cada lado. Ela usa duas presilhas sobre o cabelo curto, vestido simples e sandálias.  Ao fundo, a mata do cerrado.
Legenda: Maria Bonita e Lampião em momento de sossego na caatinga,
em foto de 1936.
Descrição: A fotografia em preto e branco mostra um casal em meio ao cerrado. À direita e em pé, um homem de chapéu com a aba virada para cima, três moedas presas na testeira, casaco, calça com perneiras e alpercatas de couro; ele lê o jornal entre as mãos. À esquerda, uma mulher sentada com a perna direita cruzada sobre a esquerda, ela está com as mãos sobre o lombo de dois cães, um de cada lado. Ela usa duas presilhas sobre o cabelo curto, vestido simples e sandálias.  Ao fundo, a mata do cerrado.

sábado, 4 de novembro de 2017

Mercado

A foto vista de cima para baixo mostra o corredor de um mercado; ao centro, uma passagem estreita com uma rampa acessível. À esquerda, um homem em frente a um balcão expositor repleto de alfaces, couves-flores, melões e laranjas e à direita, uma mulher, segurando com a mão esquerda, duas sacolas plásticas e a outra próxima a outro balcão, com pepinos, jabuticabas, maços de salsões, pimentões verdes e vermelhos, berinjelas, batatas e cenouras. No chão, um enorme desenho em giz branco, de parte de um antebraço e mão direita. O antebraço parte da base da banca esquerda, por onde o pé esquerdo do homem pisa sobre o contorno interno, próximo ao punho. A mão está ao centro, os dedos polegar e indicador posicionam-se atrás da mulher, onde há uma tampa fluvial redonda, como se fossem girar a tampa.
A foto vista de cima para baixo mostra o corredor de um mercado; ao centro, uma passagem estreita com uma rampa acessível. À esquerda, um homem em frente a um balcão expositor repleto de alfaces, couves-flores, melões e laranjas e à direita, uma mulher, segurando com a mão esquerda, duas sacolas plásticas e a outra próxima a outro balcão, com pepinos, jabuticabas, maços de salsões, pimentões verdes e vermelhos, berinjelas, batatas e cenouras. No chão, um enorme desenho em giz branco, de parte de um antebraço e mão direita. O antebraço parte da base da banca esquerda, por onde o pé esquerdo do homem pisa sobre o contorno interno, próximo ao punho. A mão está ao centro, os dedos polegar e indicador posicionam-se atrás da mulher, onde há uma tampa fluvial redonda, como se fossem girar a tampa. 

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Nicolas...

Título: Gatos Adotam Filhote De PitBull Depois Dele Perder Uma Pata. Vida real: Nicolas é um filhote da raça pitbull branco, Ale Oveido salvou a vida dele quando ainda tinha apenas alguns dias de nascença. A mãe dele adoeceu depois do parto e em um surto começou a comer os filhotes. Ela já havia comido três, quando começou a comer Nicolas, o dono percebeu e interveio. O cãozinho perdeu uma das patas e ficou muito debilitado. Foi preciso atenção intensa, vinte e quatro horas por dia, sete dias por semana. Ale diz que o essencial para a melhora de Nicolas, foi o carinho dos gatos dela. Os felinos adotaram o pequeno Nicolas como se fosse deles e isso só ajudou o filhotinho a estabilizar-se.   Descrição: Foto. Deitados frente a frente e bem próximos sobre uma colcha de lã listrada em vermelho, preto e branco, dois gatos adultos com pelagem cinza e preto, deitado e encolhidinho entre eles, o pequeno Nicolas que esconde a carinha na barriga do gato à esquerda, a pata esquerda do gato à direita abraça o cãozinho. O trio dorme.
Título: Gatos Adotam Filhote De PitBull Depois Dele Perder Uma Pata.
Vida real: Nicolas é um filhote da raça pitbull branco, Ale Oveido salvou a vida dele quando ainda tinha apenas alguns dias de nascença. A mãe dele adoeceu depois do parto e em um surto começou a comer os filhotes. Ela já havia comido três, quando começou a comer Nicolas, o dono percebeu e interveio. O cãozinho perdeu uma das patas e ficou muito debilitado. Foi preciso atenção intensa, vinte e quatro horas por dia, sete dias por semana. Ale diz que o essencial para a melhora de Nicolas, foi o carinho dos gatos dela. Os felinos adotaram o pequeno Nicolas como se fosse deles e isso só ajudou o filhotinho a estabilizar-se.  
Descrição: Foto. Deitados frente a frente e bem próximos sobre uma colcha de lã listrada em vermelho, preto e branco, dois gatos adultos com pelagem cinza e preto, deitado e encolhidinho entre eles, o pequeno Nicolas que esconde a carinha na barriga do gato à esquerda, a pata esquerda do gato à direita abraça o cãozinho. O trio dorme.