sábado, 28 de fevereiro de 2015

Descrição de duas aves...

A foto mostra com fundo claro desfocado, dois pássaros empoleirados em um galho seco, à esquerda, um de costas e à direita, de perfil. Os dois, encaram-se, o da direita retém no bico um pequeno fruto vermelho redondo, como se oferecesse ao amigo. As aves de pequeno porte são da espécie Picoteiro-americano (Bombycilla cedrorum). O Picoteiro-americano tem plumagem fina e densa em marrom pálido no peito e dorso, e branco no abdômen; possui uma crista de cor marrom oliva e uma mascara facial preta com algumas manchinhas vermelhas próximas aos olhos e bico preto curto. Ele possui uma cor amarela brilhante na ponta da cauda e algumas de suas penas da asa possuem um apêndice vermelho com pinceladas em branco.

A foto mostra com fundo claro desfocado, dois pássaros empoleirados em um galho seco, à esquerda, um de costas e à direita, de perfil. Os dois, encaram-se, o da direita retém no bico um pequeno fruto vermelho redondo, como se oferecesse ao amigo. As aves de pequeno porte são da espécie Picoteiro-americano (Bombycilla cedrorum). O Picoteiro-americano tem plumagem fina e densa em marrom pálido no peito e dorso, e branco no abdômen; possui uma crista de cor marrom oliva e uma mascara facial preta com algumas manchinhas vermelhas próximas aos olhos e bico preto curto. Ele possui uma cor amarela brilhante na ponta da cauda e algumas de suas penas da asa possuem um apêndice vermelho com pinceladas em branco.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Descrição de três periquitos...

A foto retrata três periquitos australianos um ao lado do outro, da espécie "Melopsittacus undulatus" pousados em um grosso galho marrom. As aves são de pequeno porte, asas bem juntas ao corpo, pequeninos olhos brilhantes e bico curvado abaixo. As cores das plumagens são diferenciadas; porém, os três têm listras bem finas que iniciam na cabeça e finalizam na cauda, pequenas manchas roxas nas bochechas e uma série de três pintas pretas nos cantos do pescoço (chamadas de pontos da garganta), pés na cor cinza e unhas compridas formando uma garra. Da esquerda para direita: periquito com plumagem esverdeada, com a cara, cabeça e dorso amarelo claro. Os outros dois tem a cara, cabeça e dorso brancos; um é azul-turquesa e o outro é menor, com plumagem azul cobalto e está com o olho esquerdo fechado.
A foto retrata três periquitos australianos um ao lado do outro, da espécie
"Melopsittacus undulatus" pousados em um grosso galho marrom. As aves são de pequeno porte, asas bem juntas ao corpo, pequeninos olhos brilhantes e bico curvado abaixo. As cores das plumagens são diferenciadas; porém, os três têm listras bem finas que iniciam na cabeça e finalizam na cauda, pequenas manchas roxas nas bochechas e uma série de três pintas pretas nos cantos do pescoço (chamadas de pontos da garganta), pés na cor cinza e unhas compridas formando uma garra. Da esquerda para direita: periquito com plumagem esverdeada, com a cara, cabeça e dorso amarelo claro. Os outros dois tem a cara, cabeça e dorso brancos; um é azul-turquesa e o outro é menor, com plumagem azul cobalto e está com o olho esquerdo fechado.

Descrição de uma foto...

A foto em preto e branco mostra um ciclista pedalando. A expressão facial levemente contraída e corpo inclinado à frente sugere um deslocamento em alta velocidade. Equipado com capacete e roupa esportiva ele tem a mão direita e pé direito posicionados sobre os respectivos itens da bike, braço esquerdo inexistente e a perna esquerda amputada acima do joelho. Do lado direito, sobre o fundo desfocado da pista, lê-se: Corações inteiros em corpos mutilados vão bem mais longe do que corpos perfeitos em corações amputados! Lídia Vasconcelos.
A foto em preto e branco mostra um ciclista pedalando. A expressão facial levemente contraída e corpo inclinado à frente sugere um deslocamento em alta velocidade. Equipado com capacete e roupa esportiva ele tem a mão direita e pé direito posicionados sobre os respectivos itens da bike, braço esquerdo inexistente e a perna esquerda amputada acima do joelho. Do lado direito, sobre o fundo desfocado da pista, lê-se: Corações inteiros em corpos mutilados vão bem mais longe do que corpos perfeitos em corações amputados! Lídia Vasconcelos.


Descrição de uma charge...

A charge mostra um homem de pele clara, magro, com cabelos castanhos curtos, olhos minúsculos em relação ao narigão e boca grande. Ele usa camiseta branca, na mão esquerda segura vários boletos onde se lê: seguro obrigatório, IPTU, IPVA, contas, cobrança. Nas costas do homem, uma grande faca está fincada e na lamina escrito: Material Escolar! O homem olha com expressão de desânimo e comenta: E ainda dizem que o ano só começa depois do carnaval!
A charge mostra um homem de pele clara, magro, com cabelos castanhos curtos, olhos minúsculos em relação ao narigão e boca grande. Ele usa camiseta branca, na mão esquerda segura vários boletos onde se lê: seguro obrigatório, IPTU, IPVA, contas, cobrança. Nas costas do homem, uma grande faca está fincada e na lamina escrito: Material Escolar! O homem olha com expressão de desânimo e comenta: E ainda dizem que o ano só começa depois do carnaval!

Descrição de uma charge...

A charge com um quadro e falas em balões mostra um casal em uma situação íntima em um aposento. O homem do lado esquerdo está em pé, nu, segurando uma filmadora apontada para o corpo de uma mulher esticado de bruços na cama, com apenas a parte da cintura para baixo aparente. O homem é branco, têm a cabeça grande em proporção ao corpo magrelo, cabelos curtos escuros, os olhos são esbugalhados, o nariz em formato de batata, bocão com dentes grandes espaçados. Poucos pelos espetados cobrem as pernas finas e a púbis, de onde pende o pênis em estado de relaxamento. O corpo feminino tem na nádega direita redonda e arrebitada, um coração tatuado em vermelho. O homem propõe: Vou filmar a gente transando. A mulher indaga: Pra que? Pro Festival do Minuto? No canto inferior direito, a assinatura: Allan Sieber.
A charge com um quadro e falas em balões mostra um casal em uma situação íntima em um aposento. O homem do lado esquerdo está em pé, nu, segurando uma filmadora apontada para o corpo de uma mulher esticado de bruços na cama, com apenas a parte da cintura para baixo aparente. O homem é branco, têm a cabeça grande em proporção ao corpo magrelo, cabelos curtos escuros, os olhos são esbugalhados, o nariz em formato de batata, bocão com dentes grandes espaçados. Poucos pelos espetados cobrem as pernas finas e a púbis, de onde pende o pênis em estado de relaxamento. O corpo feminino tem na nádega direita redonda e arrebitada, um coração tatuado em vermelho. O homem propõe: Vou filmar a gente transando. A mulher indaga: Pra que? Pro Festival do Minuto? No canto inferior direito, a assinatura: Allan Sieber.

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Entrevista com Carla Chierosa Antunes - Rádio 87.5 FM

video
Carla fala sobre o reaprender, adaptação com o cão-guia e A Festa da Interação.  

Descrição das imagens do Vídeo da entrevista da Carla Chierosa:
0:00 até 19:35 -  Desde o início do vídeo até aproximadamente o 4 minuto da entrevista, aparece a foto do peito para cima, de Carla Chierosa com o corpo levemente de perfil, sorridente com a cabeça voltada em nossa direção. A entrevistada é uma jovem de pele clara com aspecto sedoso, rosto oval, cabelos longos, lisos e escuros com as pontas mais claras, sobrancelhas espessas bem delineadas, olhos amendoados em tom azul esverdeado, nariz levemente arrebitado, lábios grossos e rosados, elegantemente vestida com um blazer cor de rosa sobre camisa preta.
A partir do momento em que ela fala da sua luta intensa e longa com o cão guia, surge na tela a foto tirada de cima para baixo que mostra Carla e seu cão guia, Buster, em um ambiente com paredes e piso forrado de azulejos claros. Carla está sorridente agachada ao lado esquerdo de Buster e enlaça o cão com o braço direito. Com a outra mão, segura a guia de couro. Ela usa roupa de alcinha com mangas caídas e estampa geométrica em tons de verde, azul, branco e amarelo, brincos e correntinha dourados e unhas pintadas de azul. Buster é um cão da raça labrador com pelo liso e brilhante, olhos escuros e dentes muito brancos aparentes na boca aberta. Os dois estão com o rosto e a cara juntinhos e olham diretamente para nós. Quando Carla menciona que Buster é um cão labrador de cor preta, no vídeo, aparece a foto dele deitado em um chão de piso claro olhando atentamente para a câmera. Novamente surge na tela, a foto de Carla abraçando Buster. Carla conta sobre o treinamento de Buster enquanto o vídeo mostra em um ambiente aberto, do lado esquerdo apenas as pernas enfileiradas de três treinadores, cobertas por calças de cor padronizadas e sapatos idênticos. Cada um deles conduz um filhotinho de labrador pela guia que caminham do lado direito, junto a uma faixa amarela pintada no piso claro delimitado por um gramado. Entre eles, está Buster, o único de cor preta entre os dois cãezinhos amarelos. Novamente surge a foto de Carla abraçando Buster e a seguir a arte do banner de A FESTA, onde as letras de A Festa estão em maiúsculo e em dégradée nos tons de verde ao cinza que predomina na parte superior. O delineado de cada letra e os reflexos remete à emissão de luz neon. Carla anuncia local, data e hora da A FESTA enquanto o vídeo mostra o convite em fundo branco com informações em letras coloridas.  A Ilustração do convite é composta por silhuetas coloridas de doze pessoas, sendo homens, mulheres e um cão-guia, nas cores: amarela, Pink, verde, cor de laranja, azul e vermelho. Onze pessoas estão em pé; um homem é cadeirante, junto a ele, uma mulher com a mão apoiada na cadeira. Um homem cego com bengala e um cão-guia; um anão ao lado de uma pessoa alta e na ponta direita, uma mulher obesa. Algumas imagens estão levemente sobrepostas, misturando uma cor com a outra. Na sequência, arte do site Espaço Eficiente, que mostra o Globo terrestre orbitando no Universo escuro salpicado por pontos brilhantes. Em letras azuis o slogan: “Não existe limites quando se almeja alcançar o futuro.” Quando a  Carla menciona o Grupo Íris Cor de Mel ao mesmo tempo surge a imagem do perfil do grupo: Vários bonecos em pé, com aspecto de plástico, de formas arredondadas e com braços esticados ao longo do corpo. Eles estão agrupados, possuem apenas olhos e cada boneco é de uma cor: Vermelha, azul, rosa, amarelo e verde. Acima das cabeças, um balãozinho da mesma cor do boneco, indica que estão conversando. Outra vez, aparece a imagem do convite de A FESTA; e logo a seguir, quando a Carla fala da Faculdade de São Caetano do Sul, na foto, ela está em pé em uma sala de aula junto ao Buster, abraçada com uma amiga. Na outra foto, A Carla está no ambiente da faculdade posando entre dois rapazes e uma moça a esquerda, sempre com o Buster ao seu lado. A Carla ensina como agir em presença de um cão guia e o vídeo mostra seis labradores de cores variadas, em um gramado, os dois da esquerda estão deitados e os outros quatro em pé, todos estão atentos. A entrevista da Carla finaliza com a foto dela abraçada ao Buster. Na tela, pouco antes da fala do Alex, a foto do peito para cima do nosso grande mentor de A FESTA, em um dia de sol junto a um grande morro coberto por vegetação em vários tons de verde. O Alex é um homem jovem de pele morena com aspecto acetinado, rosto ovalado, cabelos curtos escuros e lisos, sobrancelhas bem desenhadas, olhos castanhos grandes e expressivos, nariz reto e lábios carnudos. Ele posa sorridente para foto e usa camiseta branca com logo da A FESTA. As entrevistas encerram com a foto da Carla abraçando seu grande companheiro, Buster. 
 

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Descrição de um B-787

A foto mostra um avião B-787 com o nariz voltado à esquerda, em voo no céu claro. A aeronave é de grande porte com duas avantajadas turbinas, uma de cada lado, sustentadas na parte inferior das asas prateadas com aerodinâmica moderna e um enflechamento das asas mais acentuado nas extremidades finalizadas em pontas com inclinação leve para o alto. A fuselagem é branca, ao centro, janelinhas enfileiradas. Na cauda azul, o emblema da empresa representado por parte de uma esfera em fundo azul, com listras verticais em amarelo e linhas brancas horizontais semicirculares. De ponta a ponta, uma linha em dourado delineia o corpo do avião, inicia fina no nariz e finaliza larga, na cauda. Acima da porta principal, em letras azuis maiúsculas, o nome da empresa: United.
A foto mostra um avião B-787 com o nariz voltado à esquerda, em voo no céu claro. A aeronave é de grande porte com duas avantajadas turbinas, uma de cada lado, sustentadas na parte inferior das asas prateadas com aerodinâmica moderna e um enflechamento das asas mais acentuado nas extremidades finalizadas em pontas com inclinação leve para o alto. A fuselagem é branca, ao centro, janelinhas enfileiradas. Na cauda azul, o emblema da empresa representado por parte de uma esfera em fundo azul, com listras verticais em amarelo e linhas brancas horizontais semicirculares. De ponta a ponta, uma linha em dourado delineia o corpo do avião, inicia fina no nariz e finaliza larga, na cauda. Acima da porta principal, em letras azuis maiúsculas, o nome da empresa: United.

Descrição de um quadro...

A fotografia mostra um quadro retangular centralizado em uma parede com reboco inacabado pintado em tom mostarda. Na base da tela branca emoldurada com madeira de demolição, está sobreposto um serrote com a parte cortante serrilhada para cima, o cabo de madeira similar à moldura está à esquerda, voltado também acima invadindo parte da moldura. Ao centro da tela, a silhueta em preto de uma bailarina equilibrada com pé esquerdo na ponta, sobre um skate que desliza em declive à direita na parte serrilhada do serrote. A bailarina está com a cabeça elevada, tronco inclinado à frente, braços abertos ao alto com mãos levemente curvas no ar. A perna direita alonga-se para trás na altura da cintura e levanta o tutu armado e curto que ela veste. No canto inferior direito da moldura, a assinatura do artista: Tyler.

A fotografia mostra um quadro retangular centralizado em uma parede com reboco inacabado pintado em tom mostarda. Na base da tela branca emoldurada com madeira de demolição, está sobreposto um serrote com a parte cortante serrilhada para cima, o cabo de madeira similar à moldura está à esquerda, voltado também acima invadindo parte da moldura. Ao centro da tela, a silhueta em preto de uma bailarina equilibrada com pé esquerdo na ponta, sobre um skate que desliza em declive à direita na parte serrilhada do serrote. A bailarina está com a cabeça elevada, tronco inclinado à frente, braços abertos ao alto com mãos levemente curvas no ar. A perna direita alonga-se para trás na altura da cintura e levanta o tutu armado e curto que ela veste. No canto inferior direito da moldura, a assinatura do artista: Tyler.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Descrição de um grafite...

A foto mostra um grafite em uma parede branca com algumas rachaduras e limo na base que se estende por sobre a laje no chão. O desenho retrata um rosto feminino e delicado em tons de amarelo pálido; os cabelos ondulados roxos mesclados em verde remetem a movimento; as sinuosidades finalizam no alto à direita com uma mecha fina em curva apontada na mesma direção. À esquerda, uma mecha circular espiralada roxa está entre duas flores cor de rosa de pétalas largas com bordas em salmão. Pinceladas pendem do alto como pequenas gotas douradas e espalham-se alternadas sobre as pétalas e todo o lado esquerdo da pintura. A extensão sinuosa do cabelo cobre o olho direito e sobre ele, próximo a face há outro desenho circular e menor, em roxo; os cabelos finalizam em mechas longas e finas; ladeando a mecha esquerda, duas flores, similares as anteriores, uma das pétalas cobre parte do queixo e a outra, à esquerda, está na ponta da mecha. O rosto é comprido, bem maquiado, olho verde amendoado com cílios longos, sombra e delineio na parte inferior do olho em preto; nariz longo e fino, blush lilás e lábios grossos em rosa.  À direita, próximo à mancha úmida da base a assinatura: Mari Pavanelli. À esquerda do grafite, uma pichação em preto em forma de T.
A foto mostra um grafite em uma parede branca com algumas rachaduras e limo na base que se estende por sobre a laje no chão. O desenho retrata um rosto feminino e delicado em tons de amarelo pálido; os cabelos ondulados roxos mesclados em verde remetem a movimento; as sinuosidades finalizam no alto à direita com uma mecha fina em curva apontada na mesma direção. À esquerda, uma mecha circular espiralada roxa está entre duas flores cor de rosa de pétalas largas com bordas em salmão. Pinceladas pendem do alto como pequenas gotas douradas e espalham-se alternadas sobre as pétalas e todo o lado esquerdo da pintura. A extensão sinuosa do cabelo cobre o olho direito e sobre ele, próximo a face há outro desenho circular e menor, em roxo; os cabelos finalizam em mechas longas e finas; ladeando a mecha esquerda, duas flores, similares as anteriores, uma das pétalas cobre parte do queixo e a outra, à esquerda, está na ponta da mecha. O rosto é comprido, bem maquiado, olho verde amendoado com cílios longos, sombra e delineio na parte inferior do olho em preto; nariz longo e fino, blush lilás e lábios grossos em rosa.  À direita, próximo à mancha úmida da base a assinatura: Mari Pavanelli. À esquerda do grafite, uma pichação em preto em forma de T.

domingo, 1 de fevereiro de 2015

Descrição de uma charge...

A charge do cartunista Genildo apresenta seis personagens interagindo em uma calçada em frente a uma casa. Um homem de camiseta e bermuda, com expressão desesperada, olhos arregalados e língua para fora, está entre quatro militares do lado esquerdo e um do lado direito que empunham fuzis em direção a ele com cara de mal humorados. Da testa do homem saltam gotículas de suor, ele ergue ao alto as mãos que seguram uma mangueira conectada a torneira de uma grande caixa d´água azul que está em frente a casa. A água escorre pela mangueira e forma poças na calçada. Os quatro militares da esquerda gritam ao mesmo tempo: Largue a água! O homem berra implorando: Calma! É água que eu captei da chuva!
A charge do cartunista Genildo apresenta seis personagens interagindo em uma calçada em frente a uma casa. Um homem de camiseta e bermuda, com expressão desesperada, olhos arregalados e língua para fora, está entre quatro militares do lado esquerdo e um do lado direito que empunham fuzis em direção a ele com cara de mal humorados. Da testa do homem saltam gotículas de suor, ele ergue ao alto as mãos que seguram uma mangueira conectada a torneira de uma grande caixa d´água azul que está em frente a casa. A água escorre pela mangueira e forma poças na calçada. Os quatro militares da esquerda gritam ao mesmo tempo: Largue a água! O homem berra implorando: Calma! É água que eu captei da chuva!