domingo, 25 de junho de 2017

Burkas...

Fotografia dividida ao meio na horizontal, ambas partes são fotos triplas sequenciais.Parte superior: uma mulher em pé com os braços para o alto na caçamba de uma camionete preta, retirando a burka preta sobre uma túnica vermelha com estampas circulares em amarelo e azul; já com o braço direito e cabelos ao vento sem a burka; totalmente sem a burka, fazendo sinal em V de paz e amor com a mão direita, cabelos ao vento e um largo sorriso.Parte inferior: uma mulher em pé, de costas,em meio a um grupo de pessoas e crianças na caçamba de uma camionete branca, retirando a burka preta sobre túnica verde estampada com bolinhas pretas; de frente,mostra sorridente a burka preta à frente do corpo e mantendo o lenço amarrado na cabeça; com os braços ao alto e o lenço na cabeça, sem a burka e sorridente. No topo, escrito sobre uma tarja preta e em letras maiúsculas brancas, lê-se: Mulheres Sírias arrancam burkas; e no rodapé: Ao cruzar fronteira com o Curdistão.
Fotografia dividida ao meio na horizontal, ambas partes são fotos triplas sequenciais.
Parte superior: uma mulher em pé com os braços para o alto na caçamba de uma camionete preta, retirando a burka preta sobre uma túnica vermelha com estampas circulares em amarelo e azul; já com o braço direito e cabelos ao vento sem a burka; totalmente sem a burka, fazendo sinal em V de paz e amor com a mão direita, cabelos ao vento e um largo sorriso.
Parte inferior: uma mulher em pé, de costas,em meio a um grupo de pessoas e crianças na caçamba de uma camionete branca, retirando a burka preta sobre túnica verde estampada com bolinhas pretas; de frente,mostra sorridente a burka preta à frente do corpo e mantendo o lenço amarrado na cabeça; com os braços ao alto e o lenço na cabeça, sem a burka e sorridente. No topo, escrito sobre uma tarja preta e em letras maiúsculas brancas, lê-se: Mulheres Sírias arrancam burkas; e no rodapé: Ao cruzar fronteira com o Curdistão.

sábado, 24 de junho de 2017

Galos e galinhas...

Foto dividida ao meio horizontalmente. Parte superior: três galos; parte inferior: três galinhas. Da esquerda para a direita na parte superior: um galo pomposo e empinado abaixo lê-se: solteiro; galo semi depenado e magricelo abaixo: casado; galo totalmente depenado, abaixo: divorciado. Parte inferior: galinha robusta calçando botas pretas com salto alto, acima lê-se: solteira; galinha gorda com avental branco e vermelho, abaixo: casada; franga esbelta com blusa e shortinho justíssimos fazendo pose empinando os peitões, acima: divorciada.
Foto dividida ao meio horizontalmente. Parte superior: três galos; parte inferior: três galinhas. Da esquerda para a direita na parte superior: um galo pomposo e empinado abaixo lê-se: solteiro; galo semi depenado e magricelo abaixo: casado; galo totalmente depenado, abaixo: divorciado. Parte inferior: galinha robusta calçando botas pretas com salto alto, acima lê-se: solteira; galinha gorda com avental branco e vermelho, abaixo: casada; franga esbelta com blusa e shortinho justíssimos fazendo pose empinando os peitões, acima: divorciada.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Edibar e Edimunda

Tira do cartunista Lucio Oliveira, apresenta os personagens Edibar da Silva e Edimunda. Edibar é boêmio, chegado em uma birita odeia a mulher e a sogra. Os dois tem meia idade, são casados e a aparência é muito semelhante: Estão acima do peso, tem cabelos desalinhados, rosto comprido, olhos esbugalhados, os de Edibar são vesgos, o nariz dos dois é comprido e curvo abaixo, a boca imensa mais larga que o rosto, quando aberta, mostra apenas dois dentões separados na parte inferior da arcada, o queixo pequeno une-se à papada com aparência flácida. Edibar é calvo com apenas dois fios de cabelo no topo da cabeça e um tufo de cabelo marrom claro espetado para fora, nas laterais; nesse episódio está com regata branca que deixa sua pança à mostra, bermudão azul e chinelão verde; Edimunda tem cabelos avermelhados crespos amarrados em um pequeno e fofo rabo de cavalo, usa brincos de bolinha. Edibar está sentado em uma poltrona marrom a frente da tv, segurando o controle na mão direita e a latinha de cerveja na esquerda. À seus pés, está deitado um cão amarelo com topete espetado.Q1- Uma voz berra de dentro do cômodo à direita: O que você vai querer para o jantar, meu amor? Frango, pernil peixe ou bife?Q2- Edibar fecha os olhos e responde: Vou querer bife, meu chuchu...obrigado!Q3- Edimunda bota a cabeça para fora junto ao batente da porta, aponta para baixo e retruca: Você vai comer é ovo frito! Eu estou falando com o cachorro!
Tira do cartunista Lucio Oliveira, apresenta os personagens Edibar da Silva e Edimunda. Edibar é boêmio, chegado em uma birita odeia a mulher e a sogra. Os dois tem meia idade, são casados e a aparência é muito semelhante: Estão acima do peso, tem cabelos desalinhados, rosto comprido, olhos esbugalhados, os de Edibar são vesgos, o nariz dos dois é comprido e curvo abaixo, a boca imensa mais larga que o rosto, quando aberta, mostra apenas dois dentões separados na parte inferior da arcada, o queixo pequeno une-se à papada com aparência flácida. Edibar é calvo com apenas dois fios de cabelo no topo da cabeça e um tufo de cabelo marrom claro espetado para fora, nas laterais; nesse episódio está com regata branca que deixa sua pança à mostra, bermudão azul e chinelão verde; Edimunda tem cabelos avermelhados crespos amarrados em um pequeno e fofo rabo de cavalo, usa brincos de bolinha. Edibar está sentado em uma poltrona marrom a frente da tv, segurando o controle na mão direita e a latinha de cerveja na esquerda. À seus pés, está deitado um cão amarelo com topete espetado.
Q1- Uma voz berra de dentro do cômodo à direita: O que você vai querer para o jantar, meu amor? Frango, pernil peixe ou bife?
Q2- Edibar fecha os olhos e responde: Vou querer bife, meu chuchu...obrigado!
Q3- Edimunda bota a cabeça para fora junto ao batente da porta, aponta para baixo e retruca: Você vai comer é ovo frito! Eu estou falando com o cachorro!

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Não vem com essa...

Ilustração em preto e branco de um homem de pele clara, loiro com topete, rosto quadrado, sobrancelhas retas, olhos grandes, nariz levemente arrebitado e lábios médios. Ele usa gravata sobre camisa e paletó. Ele sorri enquanto o braço esquerdo está em posição de “por favor, pare!” Acima lê-se: Não vem com essa de “Ain, que lindo os japoneses limpando seu lixo no estádio”; e abaixo, continua: Tu não leva nem teu prato pra pia.
Ilustração em preto e branco de um homem de pele clara, loiro com topete, rosto quadrado, sobrancelhas retas, olhos grandes, nariz levemente arrebitado e lábios médios. Ele usa gravata sobre camisa e paletó. Ele sorri enquanto o braço esquerdo está em posição de “por favor, pare!” Acima lê-se: Não vem com essa de “Ain, que lindo os japoneses limpando seu lixo no estádio”; e abaixo, continua: Tu não leva nem teu prato pra pia.

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Expectativa X Realidade

Dois desenhos infantis​ ​em ​papel ​quadrado ​amassado​,​ m​anchado​ em amarelo e ​cor de rosa claro. Um na parte superior e outro na parte inferior. Nos dois desenhos, um homem representado por um boneco,pedala​ ​uma bike em direção a uma bandeira ​xadrez​ na linha de chegada.​O superior:​ inicia por uma linha ​reta ​com leve ​subida​.Acima, o título: Expectativa do ​Sucesso.O inferior: ​inicia ​por uma linha​ reta, depois sinuosa com obstáculos: pedregulhos, ponte, ​o homem no mar em um barco, acima uma corda bamba, nuvem carregada de chuva. Acima, o título: Realidade.
Dois desenhos infantis​ ​em ​papel ​quadrado ​amassado​,​ m​anchado​ em amarelo e ​cor de rosa claro. Um na parte superior e outro na parte inferior. Nos dois desenhos, um homem representado por um boneco,pedala​ ​uma bike em direção a uma bandeira ​xadrez​ na linha de chegada.​O superior:​ inicia por uma linha ​reta ​com leve ​subida​.Acima, o título: Expectativa do ​Sucesso.O inferior: ​inicia ​por uma linha​ reta, depois sinuosa com obstáculos: pedregulhos, ponte, ​o homem no mar em um barco, acima uma corda bamba, nuvem carregada de chuva. Acima, o título: Realidade.

terça-feira, 20 de junho de 2017

O repórter pergunta...

Ilustração caricaturada de duas senhoras, com cabelos curtos e grisalhos, protegidos por chapéus de palha e roupas leves. Elas estão em um momento descontraído. A senhora, à esquerda, apoia com a mão direita uma taça de vinho tinto cheia no joelho da amiga, com a outra mão ela aperta o ombro direito da amiga que está sentada com as pernas cruzadas e mãos atrás da cabeça. Ao lado da senhora sentada, uma garrafa de vinho tinto, uma taça pela metade e um gatinho branco com a cabeça levemente inclinada à direita. O trio dá gargalhadas. No topo lê-se: O repórter pergunta: - Se pudesse escolher entre Parkinson e Alzheimer...No rodapé, a resposta: - Parkinson, meu filho. Prefiro derramar a metade do vinho do que esquecer onde guardei a garrafa.
Ilustração caricaturada de duas senhoras, com cabelos curtos e grisalhos, protegidos por chapéus de palha e roupas leves. Elas estão em um momento descontraído. A senhora, à esquerda, apoia com a mão direita uma taça de vinho tinto cheia no joelho da amiga, com a outra mão ela aperta o ombro direito da amiga que está sentada com as pernas cruzadas e mãos atrás da cabeça. Ao lado da senhora sentada, uma garrafa de vinho tinto, uma taça pela metade e um gatinho branco com a cabeça levemente inclinada à direita. O trio dá gargalhadas. No topo lê-se: O repórter pergunta: - Se pudesse escolher entre Parkinson e Alzheimer...No rodapé, a resposta: - Parkinson, meu filho. Prefiro derramar a metade do vinho do que esquecer onde guardei a garrafa.

Cansei de ser gato

Foto. Na caixa de uma rede social. No canto superior esquerdo a pequena foto de frente do peito para cima do Chico, um gato de pelagem cinza com algumas listras pretas verticais na cabeça e horizontais ao longo do corpo, à direita lê-se: cansei de ser gato; e abaixo: arrobacanseidesergato. Abaixo, um microfone preto com a logomarca do canal de TV em frente e bem próximo à boca de Chico entre os longos bigodes brancos dele. Acima lê-se: humano viaja no feriado, deixa comida e água no pote e acha que tá tudo bem. Deus tá vendo a areia suja queridão.
Foto. Na caixa de uma rede social. No canto superior esquerdo a pequena foto de frente do peito para cima do Chico, um gato de pelagem cinza com algumas listras pretas verticais na cabeça e horizontais ao longo do corpo, à direita lê-se: cansei de ser gato; e abaixo: arrobacanseidesergato. Abaixo, um microfone preto com a logomarca do canal de TV em frente e bem próximo à boca de Chico entre os longos bigodes brancos dele. Acima lê-se: humano viaja no feriado, deixa comida e água no pote e acha que tá tudo bem. Deus tá vendo a areia suja queridão.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Outra do Snoopy...

Tirinha do cartunista Schulz composta por quatro quadrinhos, apresenta o personagem Snoopy, um cãozinho da raça Beagle, branco com pintas pretas, orelhas pretas longas e caídas, olhos pequenos, focinho longo com uma bolinha preta na ponta, patas curtas e rabo também curto. Ele é extrovertido e vive num mundo de fantasias, principalmente quando dorme e filosofa em cima do telhado da sua casinha. Seus pensamentos estão escritos dentro de um balão, próximo a sua cabeça.  Quadro 1- Snoopy come sua refeição e pensa: Eu devia estar maluco pra me apaixonar! Quadro 2- Ele sai caminhando cabisbaixo: Pensei que podia me esquecer dela comendo, mas não consigo... Quadro 3- Sentado próximo a sua casinha ele reflete: Eu nunca a esquecerei enquanto viver...que vida...você tenta ser feliz e o que acontece? Quadro 4- Deitado em cima do telhado da sua casinha com a barriga estufada ele conclui: Algumas lembranças e uma barriga!
Tirinha do cartunista Schulz composta por quatro quadrinhos, apresenta o personagem Snoopy, um cãozinho da raça Beagle, branco com pintas pretas, orelhas pretas longas e caídas, olhos pequenos, focinho longo com uma bolinha preta na ponta, patas curtas e rabo também curto. Ele é extrovertido e vive num mundo de fantasias, principalmente quando dorme e filosofa em cima do telhado da sua casinha. Seus pensamentos estão escritos dentro de um balão, próximo a sua cabeça. 
Quadro 1- Snoopy come sua refeição e pensa: Eu devia estar maluco pra me apaixonar!
Quadro 2- Ele sai caminhando cabisbaixo: Pensei que podia me esquecer dela comendo, mas não consigo...
Quadro 3- Sentado próximo a sua casinha ele reflete: Eu nunca a esquecerei enquanto viver...que vida...você tenta ser feliz e o que acontece?
Quadro 4- Deitado em cima do telhado da sua casinha com a barriga estufada ele conclui: Algumas lembranças e uma barriga!

Snoopy

Quadrinho do Snoopy sentado no telhado vermelhos da sua casinha. Ele olha compenetrado para uma máquina de escrever azul a sua frente. Com as patinhas próximas ao teclado e pensa: Tenho um ótimo título para o meu próximo livro: "Coisas que aprendi quando já era tarde demais".
Quadrinho do Snoopy sentado no telhado vermelhos da sua casinha. Ele olha compenetrado para uma máquina de escrever azul a sua frente. Com as patinhas próximas ao teclado e pensa: Tenho um ótimo título para o meu próximo livro: "Coisas que aprendi quando já era tarde demais".

domingo, 18 de junho de 2017

Pirocóptero

Foto. Na parte superior, um hand spinner azul, um brinquedo giratório composto por um rolamento central com três pontas arredondadas projetadas com variedade de materiais: latão, aço inoxidável, titânio, cobre e plástico. À direita, o texto: Legal esse brinquedo que gira. Abaixo, os dedos: polegar e indicador seguram a extremidade inferior de um pirocóptero, brinquedo composto por um fino palito de plástico branco, na extremidade superior, uma hélice vermelha composta por duas pás. À esquerda o texto: Mas o da minha época: girava voava e ainda vinha com um pirulito.
Foto. Na parte superior, um hand spinner azul, um brinquedo giratório composto por um rolamento central com três pontas arredondadas projetadas com variedade de materiais: latão, aço inoxidável, titânio, cobre e plástico. À direita, o texto: Legal esse brinquedo que gira. Abaixo, os dedos: polegar e indicador seguram a extremidade inferior de um pirocóptero, brinquedo composto por um fino palito de plástico branco, na extremidade superior, uma hélice vermelha composta por duas pás. À esquerda o texto: Mas o da minha época: girava voava e ainda vinha com um pirulito.

sábado, 17 de junho de 2017

Um leão...

Duas fotografias, uma superior e outra inferior. Superior: no campo, à esquerda de um leão, há um fogo de chão e à direita, uma pequena barraca azul, onde um homem está sentado. O leão e o homem, observam-se. O homem pensa: Tomara que este leão tenha um coração cristão!!! Inferior: close da pata direita do leão sobre a cara com os olhos fechados e abaixo, lê-se: Senhor, abençoe este alimento que colocaste em minha mesa!!!
Duas fotografias, uma superior e outra inferior. Superior: no campo, à esquerda de um leão, há um fogo de chão e à direita, uma pequena barraca azul, onde um homem está sentado. O leão e o homem, observam-se. O homem pensa: Tomara que este leão tenha um coração cristão!!! Inferior: close da pata direita do leão sobre a cara com os olhos fechados e abaixo, lê-se: Senhor, abençoe este alimento que colocaste em minha mesa!!!

Edibar...

Tira do cartunista Lucio Oliveira, apresenta os personagens Edibar da Silva e Edimunda. Edibar é chegado em uma birita e odeia a sogra. Os dois tem meia idade, são casados e a aparência é muito semelhante: Estão acima do peso, tem cabelos desalinhados, rosto comprido, olhos esbugalhados, os de Edibar são vesgos, o nariz dos dois é comprido e curvo abaixo, a boca imensa mais larga que o rosto, quando aberta, mostra apenas dois dentões separados na parte inferior da arcada, o queixo pequeno une-se à papada com aparência flácida. Edibar é calvo com apenas dois fios de cabelo no topo da cabeça e um tufo de cabelo marrom claro espetado para fora, nas laterais; usa camisa social de mangas curtas cor de laranja evidenciando o barrigão, calça jeans e sapatos marrons. Edimunda tem cabelos avermelhados crespos amarrados em um pequeno e fofo rabo de cavalo, usa brincos de bolinha, os seios caídos delineiam-se no vestido cor de rosa com gola branca, comprimento na altura das canelas e chinelo avermelhado.  Q1- Edibar está sentado folgadão em uma poltrona marrom com encosto alto, a pança debruça sobre a calça, na mão direita segura uma latinha de cerveja e no chão outras duas largadas. Edimunda em pé ao lado esquerdo da poltrona com o braço esquerdo estendido ao longo do corpo e punho cerrado aponta o dedo da mão direita ao longe e berra: Não aguento mais!!! Arrume suas coisas e suma dessa casa! Q2- No dormitório com paredes amarelas, parte de um quadro acima da cabeceira mostra um barquinho no mar, a cortina cor de rosa está entreaberta, através da janela o céu azul e a natureza. Edibar com cara de contrariado ajeita apenas latinhas de cerveja em uma mala que está sobre a cama forrada com colcha quadriculada azul e verde.  Q3- Agora, quem está sentada na poltrona é Edimunda com cara de brava e braços cruzados. Ela pragueja: Eu espero que você tenha uma morte lenta e sofrida! Edibar em pé ao lado esquerdo da poltrona pergunta: Ué? Então você quer que eu fique?
Tira do cartunista Lucio Oliveira, apresenta os personagens Edibar da Silva e Edimunda. Edibar é chegado em uma birita e odeia a sogra. Os dois tem meia idade, são casados e a aparência é muito semelhante: Estão acima do peso, tem cabelos desalinhados, rosto comprido, olhos esbugalhados, os de Edibar são vesgos, o nariz dos dois é comprido e curvo abaixo, a boca imensa mais larga que o rosto, quando aberta, mostra apenas dois dentões separados na parte inferior da arcada, o queixo pequeno une-se à papada com aparência flácida. Edibar é calvo com apenas dois fios de cabelo no topo da cabeça e um tufo de cabelo marrom claro espetado para fora, nas laterais; usa camisa social de mangas curtas cor de laranja evidenciando o barrigão, calça jeans e sapatos marrons. Edimunda tem cabelos avermelhados crespos amarrados em um pequeno e fofo rabo de cavalo, usa brincos de bolinha, os seios caídos delineiam-se no vestido cor de rosa com gola branca, comprimento na altura das canelas e chinelo avermelhado. 
Q1- Edibar está sentado folgadão em uma poltrona marrom com encosto alto, a pança debruça sobre a calça, na mão direita segura uma latinha de cerveja e no chão outras duas largadas. Edimunda em pé ao lado esquerdo da poltrona com o braço esquerdo estendido ao longo do corpo e punho cerrado aponta o dedo da mão direita ao longe e berra: Não aguento mais!!! Arrume suas coisas e suma dessa casa!
Q2- No dormitório com paredes amarelas, parte de um quadro acima da cabeceira mostra um barquinho no mar, a cortina cor de rosa está entreaberta, através da janela o céu azul e a natureza. Edibar com cara de contrariado ajeita apenas latinhas de cerveja em uma mala que está sobre a cama forrada com colcha quadriculada azul e verde. 
Q3- Agora, quem está sentada na poltrona é Edimunda com cara de brava e braços cruzados. Ela pragueja: Eu espero que você tenha uma morte lenta e sofrida! Edibar em pé ao lado esquerdo da poltrona pergunta: Ué? Então você quer que eu fique?

Cadê a Família?

Foto de um sofá marrom claro de três lugares, sentado na primeira almofada à esquerda, um cão da raça border collie, sozinho. Próximo à parede azul atrás do sofá, uma luminária alta, com cúpula branca, ilumina as letras enormes pretas e lê-se: Cadê a Família? E abaixo, em letras menores: Ta no Facebook, Wattssap....!!
Foto de um sofá marrom claro de três lugares, sentado na primeira almofada à esquerda, um cão da raça border collie, sozinho. Próximo à parede azul atrás do sofá, uma luminária alta, com cúpula branca, ilumina as letras enormes pretas e lê-se: Cadê a Família? E abaixo, em letras menores: Ta no Facebook, Wattssap....!!

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Mafalda

Tirinha com três quadros, do cartunista argentino, Quino. A personagem principal é Mafalda, uma menina de seis anos de idade, que odeia sopa e adora os The Beatles. Ela se comporta como uma típica menina na sua idade, mas tem uma visão humanista da vida e vive questionando o mundo à sua volta, principalmente o contexto dos anos 60 em que se encontra. Ela é baixinha, rosto redondo, pele clara que contrasta com seus cabelos escuros, curtos e cheios, com um grande laço de fita vermelha no alto da franja. Seus olhos são pequenos, o nariz é uma bolinha e a boca é um risquinho, mas quando Mafalda fala a boca fica larga e grande. Ela usa vestido vermelho com bolinhas pretas e gola branca, sapato preto com tirinha no peito do pé, meias brancas e curtas. As falas estão dentro de balões brancos.  A cena se passa em um cômodo com parede azul, cortina estampada cor de laranja, quadro na parede e tapete vermelho. Mafalda está em pé e parece ansiosa. Quadro 1- Mafalda berra: Mãe! Quadro 2- A mãe não é visível na cena e responde: O que?  Quadro 3- Mafalda explica: Nada, só queria ter certeza de que ainda há uma boa palavra que continua em vigor!
Tirinha com três quadros, do cartunista argentino, Quino. A personagem principal é Mafalda, uma menina de seis anos de idade, que odeia sopa e adora os The Beatles. Ela se comporta como uma típica menina na sua idade, mas tem uma visão humanista da vida e vive questionando o mundo à sua volta, principalmente o contexto dos anos 60 em que se encontra. Ela é baixinha, rosto redondo, pele clara que contrasta com seus cabelos escuros, curtos e cheios, com um grande laço de fita vermelha no alto da franja. Seus olhos são pequenos, o nariz é uma bolinha e a boca é um risquinho, mas quando Mafalda fala a boca fica larga e grande. Ela usa vestido vermelho com bolinhas pretas e gola branca, sapato preto com tirinha no peito do pé, meias brancas e curtas. As falas estão dentro de balões brancos. 
A cena se passa em um cômodo com parede azul, cortina estampada cor de laranja, quadro na parede e tapete vermelho. Mafalda está em pé e parece ansiosa.
Quadro 1- Mafalda berra: Mãe!
Quadro 2- A mãe não é visível na cena e responde: O que? 
Quadro 3- Mafalda explica: Nada, só queria ter certeza de que ainda há uma boa palavra que continua em vigor!

Criatividade

Foto externa em dia de chuva. Alguns fios de varal estão esticados e presos, entre a parede lateral de uma casa e no muro. Várias roupas estão penduradas; sobre os fios do varal, está apoiado um grande guarda-chuva preto protegendo as roupas da chuva. Acima, do lado direito, escrito em letras vermelhas: Facebuqui de pobre. Na parte de baixo, em letras grandes e brancas a frase: Pobre também é criativo.
Foto externa em dia de chuva. Alguns fios de varal estão esticados e presos, entre a parede lateral de uma casa e no muro. Várias roupas estão penduradas; sobre os fios do varal, está apoiado um grande guarda-chuva preto protegendo as roupas da chuva. Acima, do lado direito, escrito em letras vermelhas: Facebuqui de pobre. Na parte de baixo, em letras grandes e brancas a frase: Pobre também é criativo.

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Henry Thoreau



Banner retangular dividido ao meio verticalmente. Do lado esquerdo, um gatinho com pelos cor de caramelo mesclado de claro. Ele está sentado de perfil em frente a um espelho oval emoldurado por madeira escura e preso por hastes roliças laterais entalhadas apoiadas em pés que sustentam o espelho ao chão. A imagem do gatinho reflete-se como a cara de um imponente leão de cor idêntica ao gato. Do lado direito do banner, em fundo escuro e letras brancas, retrato de Henry Thoreau, poeta, naturalista, ativista anti-impostos, crítico da ideia de desenvolvimento, pesquisador, historiador, filósofo e transcendentalista. Um homem idoso com cabelos e barba grisalhos e trajes sociais da época, ao lado direito, a frase: Quem avança confiante na direção de seus sonhos e se empenha em viver a vida que imaginou para si encontra um sucesso inesperado em seu dia-a-dia. ( Henry Thoreau)
Banner retangular dividido ao meio verticalmente. Do lado esquerdo, um gatinho com pelos cor de caramelo mesclado de claro. Ele está sentado de perfil em frente a um espelho oval emoldurado por madeira escura e preso por hastes roliças laterais entalhadas apoiadas em pés que sustentam o espelho ao chão. A imagem do gatinho reflete-se como a cara de um imponente leão de cor idêntica ao gato. Do lado direito do banner, em fundo escuro e letras brancas, retrato de Henry Thoreau, poeta, naturalista, ativista anti-impostos, crítico da ideia de desenvolvimento, pesquisador, historiador, filósofo e transcendentalista. Um homem idoso com cabelos e barba grisalhos e trajes sociais da época, ao lado direito, a frase: Quem avança confiante na direção de seus sonhos e se empenha em viver a vida que imaginou para si encontra um sucesso inesperado em seu dia-a-dia. ( Henry Thoreau)

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Morgan Freeman

Imagem quadrada em fundo preto; no canto superior esquerdo, foto em close de Morgan Freeman, ator americano, nascido em Memphis, Tennessee, com 79 anos de idade. O rosto ovalado e anguloso emoldurado por cabelos curtos bem frisados grisalhos, no mesmo tom do bigode e cavanhaque é salpicado por pintas escuras nas bochechas e outras menos visíveis espalhadas pela pele negra. Morgan mostra semblante sério, testa franzida em três profundas rugas, olhos médios bem escuros focados em nossa direção, nariz largo e os lábios parcialmente encobertos pelas mãos entrelaçadas à frente. Ao lado direito, texto em letras caixa alta brancas: “O dia em que pararmos de nos preocupar com Consciência Negra, Amarela ou Branca e nos preocuparmos com Consciência Humana, o racismo desaparece.” (Morgan Freeman)
Imagem quadrada em fundo preto; no canto superior esquerdo, foto em close de Morgan Freeman, ator americano, nascido em Memphis, Tennessee, com 79 anos de idade. O rosto ovalado e anguloso emoldurado por cabelos curtos bem frisados grisalhos, no mesmo tom do bigode e cavanhaque é salpicado por pintas escuras nas bochechas e outras menos visíveis espalhadas pela pele negra. Morgan mostra semblante sério, testa franzida em três profundas rugas, olhos médios bem escuros focados em nossa direção, nariz largo e os lábios parcialmente encobertos pelas mãos entrelaçadas à frente. Ao lado direito, texto em letras caixa alta brancas: “O dia em que pararmos de nos preocupar com Consciência Negra, Amarela ou Branca e nos preocuparmos com Consciência Humana, o racismo desaparece.” (Morgan Freeman)

terça-feira, 13 de junho de 2017

Gladiadores do Terceiro Milênio

Charge em preto e branco. Acima, duas marcações: Food Truck versus Tio do Cachorro Quente. Abaixo do Food Truck, desenho de um homem jovem e magro segurando com a mão direita um prato com alimento. Ele tem rosto triangular, cabelos ​bem curtinhos​, entradas acentuadas,bigode, barba pontuda; rosto, sobrancelhas arqueadas, olhos pequenos, nariz reto e largo, lábios pequenos, pescoço fino; usa óculos com armação quadrada, piercing nas orelhas, tatuagens nos braços e camisa lisa sobre avental listrado. À direita, o texto: É a comida como conceito. Une ocupação do espaço público com comida cool e sustentável. É tendência na Europa e Nova Iorque. Abaixo do Tio do Cachorro Quente, desenho de um homem gordinho segurando com a mão direita um cachorro quente e com a outra, um tubo com a ponta direcionada ao alimento. Ele tem rosto cheio, sobrancelhas retas, olhos redondos, nariz grande, bigode e lábios finos; usa boné, uma argola na orelha direita, colar grosso ao redor do pescoço e camiseta regata. À direita, o texto: Vai ketchup? Mostarda? Quer botar catupiri e cheddar por mais 1 real? Refri acompanha?
Charge em preto e branco. Acima, duas marcações: Food Truck versus Tio do Cachorro Quente. Abaixo do Food Truck, desenho de um homem jovem e magro segurando com a mão direita um prato com alimento. Ele tem rosto triangular, cabelos ​bem curtinhos​, entradas acentuadas,bigode, barba pontuda; rosto, sobrancelhas arqueadas, olhos pequenos, nariz reto e largo, lábios pequenos, pescoço fino; usa óculos com armação quadrada, piercing nas orelhas, tatuagens nos braços e camisa lisa sobre avental listrado. À direita, o texto: É a comida como conceito. Une ocupação do espaço público com comida cool e sustentável. É tendência na Europa e Nova Iorque. Abaixo do Tio do Cachorro Quente, desenho de um homem gordinho segurando com a mão direita um cachorro quente e com a outra, um tubo com a ponta direcionada ao alimento. Ele tem rosto cheio, sobrancelhas retas, olhos redondos, nariz grande, bigode e lábios finos; usa boné, uma argola na orelha direita, colar grosso ao redor do pescoço e camiseta regata. À direita, o texto: Vai ketchup? Mostarda? Quer botar catupiri e cheddar por mais 1 real? Refri acompanha?

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Mickey e Pateta

A Charge de Danilo Dias e André Mansur está dividida ao meio horizontalmente e mostra dois quadros, falas em balões e os personagens Mickey e Pateta em uma conversa ao ar livre. Eles estão frente a frente sobre um gramado, ao fundo o céu azul e no canto superior direito, o brilho desfocado do sol. Os dois personagens tem o corpo preto, Mickey tem orelhas redondas lateralizadas acima da cabeça e Pateta orelhas finas e longas abaixadas. Mickey tem os dentes alinhados e a cara clara e Pateta dois dentões separados na frente e apenas o focinho claro e mais longo e, ambos os focinhos finalizam com uma bolinha preta na ponta. Mickey usa bermuda vermelha com dois botões amarelos lado a lado na frente, luvas e meias brancas e sapatos amarelos. Pateta, o mais alto usa um chapeuzinho verde no topo da cabeça, colete preto sobre uma camiseta de gola role e mangas longas na cor amarela, calças azuis e sapatos marrons.  Q1- Mickey está sentado sobre uma pedra, encolhido, com os braços cruzados sobre o colo, com grandes olhos entristecidos e boca entreaberta anuncia: Tá decidido, vou terminar com a Minie! Pateta com os braços abertos na altura dos quadris contemporiza: Pôxa, só porque ela anda comendo no MCDonald´s?  Q2- Mickey furioso levanta da pedra, arregala os olhos e arreganha os dentes esbravejando: Vou repetir pela última vez, Pateta! Ela não anda comendo no MCDonald´s...é o Donald que anda comendo ela!
A Charge de Danilo Dias e André Mansur está dividida ao meio horizontalmente e mostra dois quadros, falas em balões e os personagens Mickey e Pateta em uma conversa ao ar livre. Eles estão frente a frente sobre um gramado, ao fundo o céu azul e no canto superior direito, o brilho desfocado do sol. Os dois personagens tem o corpo preto, Mickey tem orelhas redondas lateralizadas acima da cabeça e Pateta orelhas finas e longas abaixadas. Mickey tem os dentes alinhados e a cara clara e Pateta dois dentões separados na frente e apenas o focinho claro e mais longo e, ambos os focinhos finalizam com uma bolinha preta na ponta. Mickey usa bermuda vermelha com dois botões amarelos lado a lado na frente, luvas e meias brancas e sapatos amarelos. Pateta, o mais alto usa um chapeuzinho verde no topo da cabeça, colete preto sobre uma camiseta de gola role e mangas longas na cor amarela, calças azuis e sapatos marrons. 
Q1- Mickey está sentado sobre uma pedra, encolhido, com os braços cruzados sobre o colo, com grandes olhos entristecidos e boca entreaberta anuncia: Tá decidido, vou terminar com a Minie! Pateta com os braços abertos na altura dos quadris contemporiza: Pôxa, só porque ela anda comendo no MCDonald´s? 
Q2- Mickey furioso levanta da pedra, arregala os olhos e arreganha os dentes esbravejando: Vou repetir pela última vez, Pateta! Ela não anda comendo no MCDonald´s...é o Donald que anda comendo ela!

domingo, 11 de junho de 2017

Charge Dia dos Namorados

Charge​.No canto de uma sala​ com paredes brancas​, um vaso grande marrom tipo cuia com uma ráfia​. À direita, encostado à parede​, ​um banco comprido​; nele ​um casal, homem e mulher sentados lado a lado. Ambos ​caricatos,​ ​com cabelos fofos ondulados. ​Os dele, ​pretos com topete, os dela, vermelhos. A dupla tem​ ​olhos salientes e ​nariz grande​. Ele tem sardas no nariz, ela nas bochechas e boca grande com batom vermelho​. Ele usa camiseta polo amarela, calça azul e sapatos vermelhos​. ​Ela​ ​usa uma regata pink, leg lilás e sapatos pretos​. Os dois teclam celulares, olhando atentamente para a tela. O dele é cinza e o dela, laranja ​com bolinhas ​amarelas​. As mensagens em retângulos acima da cabeça de cada um; ele: Feliz dia dos namorados! Amo vc! Ela: Te amo tb!​ No canto inferior direito, nome do cartunista: Duke​
Charge​.No canto de uma sala​ com paredes brancas​, um vaso grande marrom tipo cuia com uma ráfia​. À direita, encostado à parede​, ​um banco comprido​; nele ​um casal, homem e mulher sentados lado a lado. Ambos ​caricatos,​ ​com cabelos fofos ondulados. ​Os dele, ​pretos com topete, os dela, vermelhos. A dupla tem​ ​olhos salientes e ​nariz grande​. Ele tem sardas no nariz, ela nas bochechas e boca grande com batom vermelho​. Ele usa camiseta polo amarela, calça azul e sapatos vermelhos​. ​Ela​ ​usa uma regata pink, leg lilás e sapatos pretos​. Os dois teclam celulares, olhando atentamente para a tela. O dele é cinza e o dela, laranja ​com bolinhas ​amarelas​. As mensagens em retângulos acima da cabeça de cada um; ele: Feliz dia dos namorados! Amo vc! Ela: Te amo tb!​ No canto inferior direito, nome do cartunista: Duke​

sábado, 10 de junho de 2017

Fotografia...

Fotografia em perspectiva numa estrada sem pavimento em uma zona rural. Três agricultores andam de bicicleta, enfileirados e, o último, caminha ao lado da bicicleta; todos quase ocultos ao centro da carga descomunal que transportam: Cestos fechados em formato cônico com aparência de enormes espigas de milho ainda envoltas na palha estão dispostos à frente do guidão e sustentados ao redor da bicicleta, amarrados harmoniosamente de maneira circular com as pontas para fora. Na parte de trás e abaixo, de cada feixe de cestos, rente à roda traseira, dezenas de bobinas (de palha) enroladas e presas por cintas finalizam o formato arredondado da inusitada carga. O céu é escuro e as nuvens aglomeram-se em forma de chumaços de algodão.
Fotografia em perspectiva numa estrada sem pavimento em uma zona rural. Três agricultores andam de bicicleta, enfileirados e, o último, caminha ao lado da bicicleta; todos quase ocultos ao centro da carga descomunal que transportam: Cestos fechados em formato cônico com aparência de enormes espigas de milho ainda envoltas na palha estão dispostos à frente do guidão e sustentados ao redor da bicicleta, amarrados harmoniosamente de maneira circular com as pontas para fora. Na parte de trás e abaixo, de cada feixe de cestos, rente à roda traseira, dezenas de bobinas (de palha) enroladas e presas por cintas finalizam o formato arredondado da inusitada carga. O céu é escuro e as nuvens aglomeram-se em forma de chumaços de algodão.

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Isso sim é sacanagem!

Banner retangular, com o nome Eliel em marca d´água. Na foto da cintura para cima, cena sensual: a morena à esquerda, com cabelos longos, está sentada no chão, usa sutiã cor de vinho com rendas claras no decote e alças da mesma cor. Ela enlaça o homem loiro nu, de barba por fazer, pela gravata escura, ele apoiado nas mãos, em posição de gatinho, posiciona-se sobre a perna dela, dobrada, os dois olham-se com paixão. Com os lábios entreabertos ela pede: Fala sacanagem pra mim. Ele fala: Gasolina a 3,59.
Banner retangular, com o nome Eliel em marca d´água. Na foto da cintura para cima, cena sensual: a morena à esquerda, com cabelos longos, está sentada no chão, usa sutiã cor de vinho com rendas claras no decote e alças da mesma cor. Ela enlaça o homem loiro nu, de barba por fazer, pela gravata escura, ele apoiado nas mãos, em posição de gatinho, posiciona-se sobre a perna dela, dobrada, os dois olham-se com paixão. Com os lábios entreabertos ela pede: Fala sacanagem pra mim. Ele fala: Gasolina a 3,59.


quinta-feira, 8 de junho de 2017

Raio X

Raio X em fundo vermelho-escuro do crânio de duas pessoas. Elas estão de perfil beijando-se na boca. A da esquerda tem a mão ossuda, direita, gentilmente pousada nos ossos do rosto e crânio da outra pessoa. Abaixo em letras brancas sobre fundo preto lê-se: Um beijo. De um homem e uma mulher? Ou dois homens? Talvez duas mulheres? Seriam elas negras? Ou um branco e um pardo? Uma índia e um mulato? Quem se importa? São humanos, e o amor vem de dentro.
Raio X em fundo vermelho-escuro do crânio de duas pessoas. Elas estão de perfil beijando-se na boca. A da esquerda tem a mão ossuda, direita, gentilmente pousada nos ossos do rosto e crânio da outra pessoa. Abaixo em letras brancas sobre fundo preto lê-se: Um beijo. De um homem e uma mulher? Ou dois homens? Talvez duas mulheres? Seriam elas negras? Ou um branco e um pardo? Uma índia e um mulato? Quem se importa? São humanos, e o amor vem de dentro. 

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Grafite de Natalia Rak

Natalia Rak e seu gigantesco grafite em Bialystok, Polônia. A foto mostra um gigantesco grafite na parede lateral de um prédio. O grafite à direita é de uma garota ruiva com trancinhas e traje típico polonês: Vestido regata com corpete preto, saia listrada em tons de vermelho, azul, amarelo e branco. O vestido tem um grande laço vermelho na cintura e está sobre uma camisa branca de mangas curtas bufantes com bordados. A garota parece flutuar, está descalça, na ponta dos pés regando uma árvore natural à esquerda, junto à parede do prédio.
Natalia Rak e seu gigantesco grafite em Bialystok, Polônia.
A foto mostra um gigantesco grafite na parede lateral de um prédio. O grafite à direita é de uma garota ruiva com trancinhas e traje típico polonês: Vestido regata com corpete preto, saia listrada em tons de vermelho, azul, amarelo e branco. O vestido tem um grande laço vermelho na cintura e está sobre uma camisa branca de mangas curtas bufantes com bordados. A garota parece flutuar, está descalça, na ponta dos pés regando uma árvore natural à esquerda, junto à parede do prédio.

terça-feira, 6 de junho de 2017

Águia-pescadora

​Foto.​ ​Águia-pescadora​ ​(Pandion haliaetus), ave de grande porte, de frente, em vo​​o​​​ ​no céu azul sem nuvens.A plumagem é densa​ em preto e branco​. A cabeça é pequena mesclada, olhos redondos amarelos com íris preta, bico preto, curto e bem curvo. As asas expandem-se em um abraço, formando uma capa predominantemente escura na parte externa e quase toda branca na parte interna. Próximo ao pescoço, pequenas mechas pretas formam um colar realçado por penas brancas que recobrem o peito, corpo e patas com garras compridas pretas.As 12 penas da cauda, ​listradas em preto e branco​,​​ abrem-se translúcidas ​em leque invertido. ​
​Foto.​ ​Águia-pescadora​ ​(Pandion haliaetus), ave de grande porte, de frente, em vo​​o​​​ ​no céu azul sem nuvens.A plumagem é densa​ em preto e branco​. A cabeça é pequena mesclada, olhos redondos amarelos com íris preta, bico preto, curto e bem curvo. As asas expandem-se em um abraço, formando uma capa predominantemente escura na parte externa e quase toda branca na parte interna. Próximo ao pescoço, pequenas mechas pretas formam um colar realçado por penas brancas que recobrem o peito, corpo e patas com garras compridas pretas.As 12 penas da cauda, ​listradas em preto e branco​,​​ abrem-se translúcidas ​em leque invertido. ​

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Calvin e Haroldo

Sinopse: Calvin e Haroldo é uma série de tiras desenhadas em preto-e-branco por Bill Watterson. Calvin é um pirralho de seis anos com cabelos espetados que tem como amigo inseparável Haroldo, um tigre sábio, mas que para os outros não é nada além de um tigre de pelúcia.  Descrição: A tirinha é composta por quatro quadros em duas linhas, dois em cada linha. Da esquerda para a direita: Quadro 1: Calvin sentado em frente a uma escrivaninha com um livro aberto entre as mãos vira-se à esquerda para Haroldo que está em pé e diz: “Eu não vou fazer o dever de matemática...”. Quadro 2: Calvin com as duas mãozinhas mostrando o livro sobre o tampo da escrivaninha com carinha de indignado diz: “Veja estes problemas eis um número em luta mortal com outro. Um deles será subtraído, mas por quê? Como? O que restará dele?” Quadro 3: Haroldo e Calvin estão sentados a escrivaninha, Haroldo está com o livro aberto entre as patinhas, Calvin fecha o livro e decidido diz: “Se eu resolver este problema acabo com o suspense, e aí transformo possibilidades instigantes em fatos desinteressantes”. Quadro 4 - Os dois continuam sentados, Haroldo larga o livro, coloca uma pata sobre a outra e com expressão séria comenta: Eu nunca havia pensado no aspecto literário da matemática. Calvin, franze a testa, fecha o livro com as duas mãos e conclui: Eu prefiro apreciar o mistério. Fim da descrição.
Sinopse: Calvin e Haroldo é uma série de tiras desenhadas em preto-e-branco por Bill Watterson. Calvin é um pirralho de seis anos com cabelos espetados que tem como amigo inseparável Haroldo, um tigre sábio, mas que para os outros não é nada além de um tigre de pelúcia. 
Descrição: A tirinha é composta por quatro quadros em duas linhas, dois em cada linha. Da esquerda para a direita:
Quadro 1: Calvin sentado em frente a uma escrivaninha com um livro aberto entre as mãos vira-se à esquerda para Haroldo que está em pé e diz: “Eu não vou fazer o dever de matemática...”.
Quadro 2: Calvin com as duas mãozinhas mostrando o livro sobre o tampo da escrivaninha com carinha de indignado diz: “Veja estes problemas eis um número em luta mortal com outro. Um deles será subtraído, mas por quê? Como? O que restará dele?”
Quadro 3: Haroldo e Calvin estão sentados a escrivaninha, Haroldo está com o livro aberto entre as patinhas, Calvin fecha o livro e decidido diz: “Se eu resolver este problema acabo com o suspense, e aí transformo possibilidades instigantes em fatos desinteressantes”.
Quadro 4 - Os dois continuam sentados, Haroldo larga o livro, coloca uma pata sobre a outra e com expressão séria comenta: Eu nunca havia pensado no aspecto literário da matemática. Calvin, franze a testa, fecha o livro com as duas mãos e conclui: Eu prefiro apreciar o mistério. Fim da descrição.

domingo, 4 de junho de 2017

Ella e Snowy

Ella é um bebê australiano de aproximadamente 1 ano de idade que nasceu sem o braço esquerdo e Snowy, um Boston Terrier branco de aproximadamente 1 ano que tem apenas 3 patas e foi adotado assim que Brooke, mãe de Ella viu-o para adoção na Internet. Foto em fundo desfocado verde. Snowy, à esquerda e Ella, à direita, sentados sobre uma colcha listrada colorida aberta por cima da grama, Snowy apoia-se com a pata dianteira direita e olha para a câmera com a boca aberta, usa coleira preta com detalhes em cinza e uma peitoral azul com cor cinza abaixo do pescoço, onde lê-se com letras brancas: Ezydog. Ella está de perfil, com expressão em sorriso, com a mão gorducha espalmada sobre a orelha esquerda de Snowy . Ella tem pele alva, cabelos ruivos, finos e curtos, bochecha rosada e usa um macacão jeans sem mangas, a perna direita sob o sol bem próxima a pata de Snowy.
Ella é um bebê australiano de aproximadamente 1 ano de idade que nasceu sem o braço esquerdo e Snowy, um Boston Terrier branco de aproximadamente 1 ano que tem apenas 3 patas e foi adotado assim que Brooke, mãe de Ella viu-o para adoção na Internet.
Foto em fundo desfocado verde. Snowy, à esquerda e Ella, à direita, sentados sobre uma colcha listrada colorida aberta por cima da grama, Snowy apoia-se com a pata dianteira direita e olha para a câmera com a boca aberta, usa coleira preta com detalhes em cinza e uma peitoral azul com cor cinza abaixo do pescoço, onde lê-se com letras brancas: Ezydog. Ella está de perfil, com expressão em sorriso, com a mão gorducha espalmada sobre a orelha esquerda de Snowy . Ella tem pele alva, cabelos ruivos, finos e curtos, bochecha rosada e usa um macacão jeans sem mangas, a perna direita sob o sol bem próxima a pata de Snowy.

sábado, 3 de junho de 2017

Na floresta...

Foto. Na floresta parcialmente oculta pela neblina, uma manada de elefantes de cor marrom acinzentada está reunida em um estreito caminho com chão pedregoso. Em foco, dois elefantes de perfil, um de frente para o outro com as cabeças levemente para cima, entrelaçam as trombas formando uma ponte. Abaixo e um pouco afastado da dupla, um filhote de costas, acompanha os elefantes maiores. A manada segue ao longe sob a névoa translúcida. No canto inferior esquerdo em letras brancas maiúsculas,lê-se: Saevus. Tradução do Latim: Saevus = Feroz.
Foto. Na floresta parcialmente oculta pela neblina, uma manada de elefantes de cor marrom acinzentada está reunida em um estreito caminho com chão pedregoso. Em foco, dois elefantes de perfil, um de frente para o outro com as cabeças levemente para cima, entrelaçam as trombas formando uma ponte. Abaixo e um pouco afastado da dupla, um filhote de costas, acompanha os elefantes maiores. A manada segue ao longe sob a névoa translúcida. No canto inferior esquerdo em letras brancas maiúsculas,lê-se: Saevus. Tradução do Latim: Saevus = Feroz.

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Chico

Foto. Na caixa de uma rede social. No canto superior esquerdo a pequena foto de frente do peito para cima de um gato, Chico, pelagem cinza com algumas listras pretas verticais na cabeça e horizontais ao longo do corpo, os olhos, estão quase fechados, à direita lê-se: cansei de ser gato; e abaixo: arrobacanseidesergato. Abaixo, uma foto maior e em destaque, um microfone preto com a logomarca de uma TV bem próximo à boca de Chico entre os longos bigodes brancos dele, a patinha direita ao alto, como se discursasse e à esquerda, parte de uma almofada com estampa colorida. Acima lê-se:  Eu tento não arranhar o sofá, mas cada vez fica mais gostoso, mais felpudo e daqui a pouco eu consigo entrar no forro. Não sei o que dizer, só sentir
Foto. Na caixa de uma rede social. No canto superior esquerdo a pequena foto de frente do peito para cima de um gato, Chico, pelagem cinza com algumas listras pretas verticais na cabeça e horizontais ao longo do corpo, os olhos, estão quase fechados, à direita lê-se: cansei de ser gato; e abaixo: arrobacanseidesergato. Abaixo, uma foto maior e em destaque, um microfone preto com a logomarca de uma TV bem próximo à boca de Chico entre os longos bigodes brancos dele, a patinha direita ao alto, como se discursasse e à esquerda, parte de uma almofada com estampa colorida. Acima lê-se:  Eu tento não arranhar o sofá, mas cada vez fica mais gostoso, mais felpudo e daqui a pouco eu consigo entrar no forro. Não sei o que dizer, só sentir